Mobile RSS

rss
Assine Já
Sarampo 28/01/2014

Mais seis casos suspeitos de sarampo em Fortaleza

notícia 1 comentários
EVILÁZIO BEZERRA
Vacinas estão sendo aplicadas nos 92 postos de saúde da Capital
Compartilhar

Novo cenário do sarampo em Fortaleza ganhou seis casos fortemente suspeitos durante o último fim de semana, segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Agora, são 16 pessoas investigadas pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). O boletim epidemiológico divulgado na última sexta-feira, 24, mostrou que 10 casos da doença foram confirmados na Capital.

 

Para frear a disseminação do vírus, teve início ontem uma campanha de vacinação nos 92 postos de saúde da cidade. No sábado, um mutirão abriu 52 postos de saúde para vacinar, prioritariamente, crianças de seis a 11 meses.


Durante a campanha, as pessoas vão receber uma dose da tríplice viral, que também protege contra rubéola e caxumba, e faz parte do calendário básico da vacinação. A expectativa da Sesa e da SMS é imunizar 246.036 crianças em Fortaleza e nos 14 municípios que fazem parte da Região Metropolitana. Pais ou responsáveis devem levar aos postos os cartões de vacinação das crianças.


Assessora técnica de imunização da SMS, Vanessa Soldatelli explica que, nesse momento, a preocupação está voltada para as crianças dentro da faixa etária de seis meses a um ano de idade. A recomendação é vacinar indiscriminadamente os menores de cinco anos. Portanto, mesmo que já tenham recebido doses da tríplice viral, elas terão de ser encaminhadas a um posto de saúde para receber uma nova dose. Os adultos também podem e devem ser imunizados.


A comerciante Tatiane Ferreira, 33, levou o filho João Pedro, de um ano, ao posto Paulo Marcelo, no Centro. “No meu comércio, as pessoas estão comentando muito sobre sarampo. Fiquei preocupada”. (Camila Holanda)

Compartilhar
espaço do leitor
Flavio Aguiar 28/01/2014 07:13
Materia cheia de erros: 1. no sabado só o Posto Marcelo M. Rodrigues foi aberto; 2. a vacina aplicada não foi a triviral, mas uma específica para sarampo, daí a necessidade da tri após 1 ano; 3. nem todos os adultos devem se vacinar
1
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: