Mobile RSS

rss
Assine Já
HOMENS DE PRETO 3 24/05/2012

De volta ao passado

O Agente J (Will Smith) volta às telas para salvar a terra de mais uma ameaça alienígena em Homens de Preto 3. Se K (Tommy Lee Jones) já não acompanhava o ritmo, que tal o K de 1969 como novo parceiro de J?
notícia 0 comentários
Compartilhar
Com custo estimado em US$ 375 milhões, a superprodução traz como novidade o ator Josh Brolin (à esq.) no papel do agente K, além das participações de Justin Bieber e Lady Gaga

Para onde você iria se pudesse dar um pulinho no passado? Will Smith talvez não teria feito As loucas aventuras de James West e esperaria por um melhor roteiro para Homens de Preto 2 (MIB 2). Mas o agente J, seu papel na franquia de ficção científica, só poderia voltar por um motivo. Tentar salvar o mundo. O longa, mais uma vez dirigido por Barry Sonnenfeld, retoma os sucessos de 1997 e 2002 e estreia amanhã, prometendo muita comédia e ação.

 

Os números impressionam. Enquanto o primeiro longa custou cerca de US$ 90 milhões e arrecadou quase US$ 600 milhões, a continuação, para a qual Will Smith torceu o nariz em entrevista para o portal Omelete, arrecadou pouco mais de US$ 440 milhões, após um investimento de US$ 140 milhões. O novo MIB começa impressionando na cifra, estimada em US$ 375 milhões – o que, se confirmado, o credencia a filme mais caro da história (pelo menos no planeta Terra).


Se isso tudo não é motivo para você correr para o cinema na sexta-feira, que tal novidades de outro planeta? De acordo com o site Hollywood Life, o astro teen Justin Bieber e e cantora pop Lady GaGa, se juntam ao diretor Tim Burton (aquele de Edward Mãos-de-Tesoura e Alice no País das Maravilhas) como os mais novos ETs do cinema. No segundo filme de franquia, o ex-rei do pop Michael Jackson já aparecia como um alienígena com vontade de virar agente secreto. Será que Bieber quer ser coroado como rei do pop atual?


Jay, Kay e o outro Kay


Foi em 1997 que pudemos conhecer nos cinemas o protagonista Jay (“Jota”, em inglês), um policial tão engraçado quanto veloz. Tanto no original, quanto nas sequências e games, quem dava vida e voz ao personagem era Will Smith, que contracenava com Tommy Lee Jones, sua contraparte Kay (“K”, em inglês). Veterano da corporação Homens de Preto e tão sério quanto eficiente, o agente K procurava um substituto e, no segundo filme, fixou como parceiro. Mas a idade bateu e Tommy Lee Jones não está lá tão flexível, né? É aí que entra Josh Brolin, o novo (ou seria velho?) Kay.


Já falamos que a trama investe no conceito de “pulo no tempo” e, além dos ETzões retrô, a versão original do maior agente da MIB de todos os tempo aparece mais de 40 anos mais novo. Será um Kay mais alegre? No longa, Jay precisa dar um salto ao passado depois de todos na MIB esquecerem que Kay trabalhara lá até o dia anterior, em vez de ter morrido há 40 anos. Isso tudo é obra do vilão Boris, que havia voltado ao passado e assisado o agente K. Cabe a Jay voltar ainda mais e resolver essa confusão entre quatro décadas.

 

Quadrinhos


Entre toda a gama de heróis e vilões de quadrinhos, notadamente da Marvel (X-Men, Homem Aranha, Vingadores) e DC Comics (Superman, Batman, Liga da Justiça), há quem se perca entre as outras publicações. Muito por isso, a Aircel Comics pode ter passado despercebida por parte do grande público nos anos 90, quando publicou as histórias de Lowell Cunningham, ilustradas por Sandy Carruthers. Foram três edições em 1990 e outras três no ano seguinte. Tanto Jay, Kay, quanto Zed já faziam parte das histórias, ainda que o protagonista fosse branco, e não negro como Will Smith. A Aircel hoje faz parte da Marvel, mas MIB desembocou em (agora) três filmes, um desenho, diversos games, bonecos e até um brinquedo no parque de diversões da Universal Studios.


Prêmios e risos


Poucos atores conseguem passear entre gêneros tão diversos como Will Smith faz. Partindo do sucesso inicial com o seriado de comédia Um maluco no pedaço, ele depois se fixou com a ficção científica Independence Day, numa fórmula riso/pancadaria parecida com a de MIB. Em 2001, porém, ele surpreendeu ao dar vida a Mohammad Ali na cinebiografia Ali, pela qual foi indicado ao Oscar – feito repetido pelo papel em À procura da felicidade. Com Homens de Preto 3, ele volta ao cinema depois de quatro anos dedicados à produção de filmes e à família, formada pela esposa atriz Jada Pinkett, pelo filho ator Jaden e pela filha cantora Willow (além de Trey, do primeiro casamento).

 

Lembre dos principais momentos da carreira de Will, o pai, com a lista:


1. Um Maluco no Pedaço (1990-96)

2. Bad Boys (1995) e Bad Boys II (2003)

3. Independence Day (1996)

4. MIB (1997) e MIB 2 (2002)

5. Ali (2001)

6. O Espanta Tubarões (2004) - Hitch – Conselheiro Amoroso (2005)

7. À procura da felicidade (2006)

8. Eu sou a lenda (2007)

9. Sete Vidas (2008)

 

Multimídia

Ainda não viu o trailer? Pois dá um “pulinho” no link e veja agora: bit.ly/MEfZi6

Para quem curtia as músicas-tema do longa, no link temos a nova (bit.ly/GTQT9r). Pitbull substitui Will Smith, que dessa vez é só ator e produtor, nada de rapper.

Compartilhar
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.

Mais comentadas

anterior

próxima