Mobile RSS

rss
Assine Já
Pesquisa 08/03/2014

Jornais impressos são fonte de informação mais confiável, diz pesquisa

Levantamento encomendado pela Presidência, ao custo de de R$ 2,4 milhões, revela que 53% dos brasileiros nunca acessam a Internet, serviço ainda pouco difundido nos lares. Já a televisão é uma unanimidade para 97%
notícia 0 comentários
Compartilhar

Apesar da baixa penetração, os jornais impressos são a fonte de informação mais confiável para a população brasileira, principalmente material noticioso e de publicidade. É o que revela pesquisa de opinião realizada pelo Ibope a pedido da Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República.

 

O objetivo foi ter uma melhor compreensão sobre os hábitos de uso da mídia pelos brasileiros e, assim, aumentar a visibilidade de ações e programas do Governo federal. Segundo a pesquisa, 25% dos brasileiros têm hábito de ler jornal impresso.


Ao todo, 18.312 pessoas foram entrevistadas em 848 municípios de todos os estados e do Distrito Federal. O levantamento aconteceu entre outubro e novembro de 2013, e a margem de erro é de um ponto percentual, para mais ou para menos. O estudo, de acordo com a Secom, teve um custo de R$ 2,4 milhões.


Notícias veiculadas por diários apresentam maior nível de confiança dos entrevistados pelo levantamento: 53% afirmaram confiar sempre ou muitas vezes nos jornais em detrimento do rádio, 50%; TV, 49%; e sites, 28%. Os jornais também inspiram maior confiança quando se trata de veiculação de propagandas, 47%. Televisão e rádio estão empatados, 42%; seguidas por revistas impressas, 36%; e blogs 19%.


O brasileiro tem pouco acesso à rede Internet, mas quem o tem gasta mais tempo na rede do que aqueles que assistem à televisão. O estudo acrescenta que pouco mais da metade da população do País, 53%, nunca acessa a Internet, serviço que ainda é pouco difundido nos lares; já 52% da população está sem a rede em casa. Entre os que acessam, o tempo médio de uso diário da Internet de segunda a sexta-feira, é de três horas e 39 minutos, 10 minutos a mais do que o período gasto com a televisão, três horas e 29 minutos, e mais expressivo que o dedicado ao rádio, três horas e sete minutos.


A televisão, entretanto, é uma unanimidade no território nacional: 97% dos brasileiros afirmam assistir à TV; 61% têm o costume de ouvir o rádio, 25% o hábito de ler jornal impresso e 15% de ler revista impressa.


O Governo Federal tem aumentado a participação da Internet na distribuição de recursos de publicidade. Segundo o ministro da Comunicação Social, Thoma Traumann, despesas da Secom com a publicidade na Internet em 2011 representavam 8% do total. Esse percentual subiu para 9,5% em 2012 e 11,5% em 2013. Neste ano, a previsão é de 15%. (da Folhapress)

> TAGS: pesquisa jornais
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: