Mobile RSS

rss
Assine Já
Astronomia 02/11/2013

Eclipse amanhã poderá ser observado no Ceará

O fenômeno será visto parcialmente no Brasil por causa da posição da América do Sul em relação a Terra. O eclipse vai ser mais longo em Maceió
Compartilhar


Amanhã, ocorrerá um eclipse do Sol, que será visível no Ceará. O fenômeno começará exatamente às 8h04min, horário de verão em Brasília (7h04min em Fortaleza) e atingirá o seu máximo, quando a Lua encobrirá o Sol, às 10h47min do Distrito Federal. No Brasil o eclipse também será visto na metade Norte do Brasil.


Os moradores do Ceará, além do Amazonas, Roraima, Pará, Amapá, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, nordeste de Goiás e Norte de Minas Gerais serão privilegiados e conseguirão acompanhar o fenômeno. No Centro-Sul do País, vai ser impossível ver o eclipse.


O eclipse, chamado de híbrido, é raro de acontecer. O fenômeno é diferente dos demais, pois apesar de todo o Sol ficar encoberto pela Lua, em algumas localidades, vai ser visto do tipo anular, quando o diâmetro Lua parece insuficiente para cobrir toda a estrela. Essa dualidade acontece por causa da curvatura da Terra, que faz com que em certos lugares, a Lua fique mais próxima do Planeta do que em outros. Apesar dessa diferença na distância lunar não ser muito grande, já é suficiente para causar o efeito. No Brasil o eclipse será mais rápido na região Norte. Em Manaus, inicia-se às 6h46min locais e terminando às 7h52min. Em outras cidades, deve durar mais, como em Maceió, onde o começo vai ser às 7h59min e o final às 10h07min. O fenômeno só será visto parcialmente no Brasil, por causa da posição da América do Sul em relação a Terra.


A América do Sul, no entanto, não estará no caminho do eclipse híbrido. A Lua só vai entrar totalmente na frente do Sol em estreita faixa da superfície terrestre, que começa no meio do Oceano Atlântico, perto do Sudeste dos Estados Unidos, e se estenderá até alguns países africanos, como os dois Congos, Gabão, Uganda e Etiópia. No extremo do Rio Grande do Norte e do Amapá, o acontecimento será mais intenso e a Lua cobrirá cerca de 40% do disco solar. O valor cai para 30% em Pernambuco, no Piauí, no Maranhão e no Pará. Já nas áreas de Minas Gerais e Goiás, que verão o eclipse, apenas 15% do disco solar será encoberto.


Um eclipse solar ocorre sempre que a Lua se posiciona entre a Terra e o Sol. Se durante o fenômeno o satélite natural do nosso Planeta encobrir completamente o Sol, é chamado de eclipse total. Caso contrário, parcial. (das agências de notícias)

 

> TAGS: eclipse ceará
Compartilhar
espaço do leitor
Igor Farias 02/11/2013 21:54
Bem no final da matéria diz,"... o fenômeno o satélite natural do nosso Planeta encobrir completamente o Sol, é chamado de eclipse total. Caso contrário, parcial." Eu aprendi, que eclipse parcial é quando, o observador vê o eclipse na área da penumbra formada, pela Lua estar entre a Terra
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Mateus Michael 02/11/2013 21:17
eu vou ver
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Stella Carvalho 02/11/2013 11:02
digite seu comentário
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Fernando Damasceno 02/11/2013 09:22
Lembrando que, para apreciar o fenômeno com segurança, não se deve olhar diretamente para o sol, e sim através de duas "chapas" de exames de raio X sobrepostas ou outro anteparo equivalente, sob risco de queimar a retina e até ficar CEGO!! É importante que o jornal esclareça isso com dest
Este comentário é inapropriado?Denuncie
4
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor: