Mobile RSS

rss
Assine Já
EDUCAÇÃO 06/03/2013 - 17h24

Escola cearense é denunciada por suposto conteúdo homofóbico em apostila

Segundo ABGLT, a informação partiu de um aluno do 3º ano do ensino médio. A denúncia, então, foi encaminhada ao MEC e ao MP do Ceará
Divulgação/ABGLT
A denúncia foi feita ao MP-CE e ao Ministério da Educação
Compartilhar

Uma denúncia de um suposto conteúdo homofóbico em apostila do colégio Farias Brito foi feita ao Ministério Público do Ceará (MP-CE) pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT). A entidade diz ter recebido a acusação de uma pessoa identificada como estudante do 3º ano do ensino médio do colégio. Nesta quarta-feira, 6, a denúncia foi encaminhada às promotorias de educação.

A denúncia foi feita ao Procurador de Justiça, José Valdo Silva, do MP-CE, e à Secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação, Macaé Evaristo.

Segundo informações do secretário de educação da ABGLT, Toni Reis, a acusação é que no dia 14 de fevereiro deste ano de 2013, durante aula de Física sobre prótons e elétrons, o suposto estudante da escola teria observado na apostila que as figuras utilizadas para ilustrar repulsão e atração seriam de cunho homofóbico. Nas figuras, a repulsão se dá entre dois meninos ou duas meninas, enquanto a atração se dá entre um menino e uma menina.

Na apostila, abaixo das ilustrações supostamente homofóbicas, há os dizeres:

"Através dessas experiências, é possível concluir que prótons e elétrons apresentam uma propriedade, não manifestada pelos nêutrons, denominada carga elétrica. Convenciona-se que os prótons apresentram carga positiva (+), os elétrons, carga negatia (-) e os nêutrons, carga nula (0)."

Colégio nega homofobia

Em contato com o O POVO Online, o diretor-superintendente da instituição de ensino, Tales de Sá Cavalcante, disse que ainda não foi notificado formalmente. Segundo ele, a apostila é utilizada no colégio desde o ano de 2006, e os estudantes nunca se manifestaram contra as ilustrações. "Em nenhum momento, o professor que fez (o material didático) tomou uma atitude de homofobia", defende.

De acordo com o diretor, o professor estava ensinando eletricidade, onde cargas iguais se repelem e as diferentes se atraem. Ele caracteriza as ilustrações como "recursos didáticos". "São crianças de dois anos. Pela Psicologia, nesta fase, a pessoa não tem desenvolvido a sexualidade ainda", diz Tales.

O diretor defende também que a instituição é "pluralista" e "democrática", com alunos, professores e funcionários homossexuais. Tales diz que o colégio está investigando o caso. "Tudo indica que este aluno não exista e que seja intriga de colégios concorrentes", alega.

Camila Holanda
camilaholanda@opovo.com.br

Compartilhar
espaço do leitor
thalles 10/03/2013 14:36
o que seria "correto" e o que seria "errado". a atitude do coordenador, por outro lado, só demonstra que a escola está lavando as mãos, não quer combater o problema do preconceito que gays, lesbicas e trans sofrem. o fato de esse material ser distribuido desde 2006 é ainda mais g
Este comentário é inapropriado?Denuncie
thalles 10/03/2013 14:35
Só não enxerga quem não quer. A mensagem que se passa é nitidamente preconceituosa no sentido de que hxh e mxm é errado e causa repulsa, que o "certo" é só a atração hetero. Trata-se, ademais, de um instrumento que mexe no inconsciente das crianças, porque lhe está inculcando o que suposta
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ricardo 07/03/2013 16:03
Eu até defendia o direito dos homossexuais, não mais. Passaram dos limites. Agora só falta ensinarem pras crianças que é legal ser Gay. Tá na moda, né?!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Camila 07/03/2013 10:31
Não importa quem fez a denuncia, foi feita e merece ser punido tal atitude, a escola está repassando um exemplo claro de homofobia, isso é formar pessoas de como deve se comportar, e a escola está fazendo isso de maneira errada, ensinando a intolerancia e o desrespeito a quem gosta de pessoas do mes
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Schrodinger 07/03/2013 09:36
Quanta besteira!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
19
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Fortaleza

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Fortaleza

Powered by Feedburner/Google

Mobile RSS

rss
Assine Já