Mobile RSS

rss
Assine Já
SEGUNDO IPECE 04/10/2012 - 17h36

Mais de 800 mil pessoas ainda vivem em extrema pobreza no Ceará

Apesar dos alto índice, o Ceará foi o estado brasileiro que apresentou a maior redução de extrema pobreza entre os anos 2006 e 2011. Os dados foram publicados pelo Ipece na última quarta-feira, 3
Mauri Melo
O Banco Mundial diz que uma pessoa vive em extrema pobreza quando vive com menos de 1 dólar por dia, ou seja, cerca de R$ 2
Compartilhar

O Ceará tem 858,3 mil pessoas em situação de extrema pobreza, segundo revelou o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), na última quarta-feira, 3. De acordo com o órgão, em termos proporcionais, o Estado apresenta o quarto maior índice do País.

Em contrapartida, o Ceará foi o estado brasileiro que apresentou a maior redução de extrema pobreza. Entre os anos de 2006 e 2011, foram 353,6 pessoas que sairam da condição. O estudo do Ipece mostra que, em 2006, 15% da população cearense (1,2 milhão) estava na extrema pobreza e em 2011, o total caiu para 858,3 mil, ou seja, 10,4% da população cearense.

O resultado no Estado é a maior redução verificada no País em cinco anos. Seguido do Ceará, vem os estados do Piauí, com uma redução de 297,5 mil pessoas e Bahia, com 278,1 mil.

A definição utilizada pelo Banco Mundial de extrema pobreza é quando uma pessoa vive com menos de 1 dólar por dia, ou seja, cerca de R$ 2,03. 

Redução de índices
O Ipece explica a redução dos índices, em parte, pelo crescimento do Produto Interno Bruto do Ceará acima da média nacional. Um outro fator apontado pelo órgão é o processo de desigualdade na distribuição dos rendimentos que vem ocorrendo na última década. Em 2011, o Ceará chegou a apresentar o nível mais baixo nos últimos 30 anos.

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Daniel de Sá Aguiar 04/10/2012 21:51
E 3 milhoes para a inauguração do centro de eventos do ceará, pois os pobres se confortam com música clássica
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Oliveira 04/10/2012 21:44
Não foi o Lula e o PT quem diminuiu a miséria, foi a ECONOMIA! O governo não produz empregos, quem produz empregos e consumo é o mercado privado! E os programas sociais do PT como Bolsa Família são ineficientes porque não dão educação, saúde, infraestrutura e segurança de qualidade! Tudo marketing.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Dr. Mundico 04/10/2012 21:04
Não tem por onde.Para reduzir miséria,só com educação de qualidade e geração de empregos de qualidade.Fora disso,é só bolsa-família e assistencialismo eleitoreiro.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Marcelo Barroso 04/10/2012 20:37
Isso é uma mentira rapaz. Aqui no Ceará, vive todo mundo muito bem. Pagamos as nossas contas em dia e ainda sobra muito dinheiro. Tão querendo derrubar a coitadinha da Lulu ou do Cid, às vésperas da eleição.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Alan 04/10/2012 19:20
Eita que é comentário burro. Foi uma redução de 30% na pobreza em 5 anos, e pessoa ainda vem falar mal de Lula/Luizianne
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
6
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Fortaleza

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Fortaleza

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima

Mobile RSS

rss
Assine Já