Mobile RSS

rss
Assine Já
29/12/2011 - 18h41

Após assembleia, policiais militares e bombeiros anunciam greve; Comando nega paralisação

notícia 211 comentários
Compartilhar
Foto: André Salgado / O POVO
Parte da categoria vestiu máscaras durante a assembleia

Atualizada às 19h50

Policiais militares e bombeiros do Ceará decidiram, em assembleia nesta quinta-feira, 29, paralisar as atividades por tempo indeterminado. Em conversa com O POVO, o comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Ceará, coronel PM Werisleik Ponte Matias, negou que haja paralisação.

 

A categoria se reuniu na tarde de hoje para decidir os rumos da campanha salarial e, após tensa discussão, os profissionais resolveram cruzar os braços durante a festa de Réveillon em Fortaleza. A decisão foi tomada por unanimidade de votos.

Após a assembleia, os profissionais se dirigiram ao Ginásio Poliesportivo da Parangaba, onde todo o efetivo deverá permanecer até que haja uma negociação com o Governo do Estado.

A categoria garante que se o Governo não oferecer uma proposta aos profissionais até este sábado, 31, não haverá efetivo de policiais militares e bombeiros durante a festa organizada pela Prefeitura Municipal na Praia de Iracema e demais polos da Capital.

Entre as reivindicações da categoria, estão a campanha por reajuste salarial, aumento do efetivo, além da anistia dos militares que estão respondendo a processos.

 

Antes da decisão da categoria, o representante da comissão de Direito Sindical da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Tiago Pinheiro, afirmou que a manifestação dos profissionais é legal; mas a paralisação, não.

 

"Efetivo está assegurado", diz SSPDS

Em contato com O POVO Online, a assessoria da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) assegurou que o efetivo de policiais militares e de bombeiros está garantido em Fortaleza. “Todas as escalas estão sendo cumpridas. Não há absolutamente nada fora do normal”, defendeu.

 

A SSPDS alegou ainda que o que houve foi um "movimento político manipulado por pessoas de fora do sistema, sem representatividade alguma”.

 

Caso seja identificada qualquer atitude no sentido de indisciplina, a secretaria afirma que "medidas cabíveis serão adotadas de acordo com a Lei".

 

 

Prefeita aposta na Guarda Municipal

Também na tarde desta sexta, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, defendeu que a festa de Réveillon em toda a cidade está resguardada pelo efetivo da Guarda Municipal. “A população não pode pagar o preço por este momento. Não cabe deixar a população refém de medo ou qualquer tipo de coisa que de fato está descartado”, minimizou.

Redação O POVO Online

Compartilhar
194
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nay 03/01/2012 14:05
Roberto, provavelmente, se você não está envolvido na política, você deve ter uma profissão que não dá a cara a tapa, nem o peito a tiro. Só sabe da realidade da polícia quem está nela ou quem tem familiar muito próximo nesta situação. Leia o estatuto da pm e veja se é passível de apenas R$ 1.600,00 de salário por mês. Duas coisas que todos querem: segurança e educação. E são os policiais e professores que estão errados? "Ê, vida de gado. Povo marcado. Povo feliz."
Este comentário é inapropriado?Denuncie
j ramos n barbosa 02/01/2012 17:17
reverencia ao altissimo que o manto sagrado proteja a todos os pms do ceara,e que juntos poderemos ganhar essa causa.cap.wagner sousa,o sen. pode ter certeza ,que nunca houve ,um oficial de policia com a sua coragem,v,s vai ficar na historia,parabens a todos.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
feitosa 02/01/2012 13:45
apoio plenamente esta parlisação. os policiais são cidadãos também e como tal merecem ter seus direitos respeitados. como não tem nenhuma autoridade que os apoiem, o unico jeito é eles fazerem esta paralização. Peço a Deus que toque no coração deste "governador" e que ele respeite e faça valer o direito de vida honesta e digna que eses policiais assim como todo ser humano merece ter.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Roberto 01/01/2012 09:31
Militares grevistas rasgam a Constituição, desobedecem as leis militares, desafiam o Exército e a Força Nacional e reimplantam o Cangaço no Nordeste.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
mel 01/01/2012 09:29
Um policial era pra ganhar bem,ter um plano de saúde bom ja que eles pagam pra isso,ate o vale a limentação e muito pouco pra quem paga aluguel e tem filhos estudando..
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários

Facebook

TWITTER @opovoonline

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Fortaleza

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Fortaleza

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima

Mobile RSS

rss
Assine Já