Imposto de Renda 22/02/2012 - 01h30

Contagem regressiva para entrega da declaração

O contribuinte já pode começar a se preparar para mais uma mordida do "Leão". Dia 24 deste mês, o programa da declaração já estará disponível e 30 de abril é o prazo final para entrega
notícia 0 comentários
Enviar por e-mail Imprimir Compartilhar Aumentar texto Diminuir texto Corrigir

E lá vamos nós para aquele momento pouco querido do ano quando começa a contagem regressiva para a entrega da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Pois pode marcar na folhinha que de 1º de março até 30 de abril tudo deve estar organizado para a mordida do Leão. Para ajudar o contribuinte, O POVO vai tirar as principais dúvidas dos leitores. E antes de qualquer coisa é preciso separar os documentos.

 

Quem passou o ano passado recolhendo os recibos, guardando tudo em pastas separadas e nomeadas, ótimo. Mas se você engrossa o cordão dos que deixam tudo para última hora, pode começar a catar os papeis pelas gavetas de casa (confira abaixo a lista de documentos).


Segundo passo


Quando os papeis estiverem reunidos, o contribuinte pode baixar o programa da Receita Federal para fazer a declaração. Mas calma, a Receita só vai liberar o programa a partir das 18 horas do dia 24. Por isso, ainda há alguns dias para se preparar. Quando chegar a data, basta acessar a página da Receita Federal na Internet e usar o programa de transmissão Receitanet ou buscar o programa nas agências do Banco do Brasil ou Caixa.


Quanto

ENTENDA A NOTÍCIA


O contribuinte que não entregar a declaração no prazo ficará sujeito à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido. Terá como valor mínimo R$ 165,74; máximo, 20% do IR devido.


Saiba mais

 

Separe a papelada:

 

Informe de rendimentos e salários, pró-labore, aposentadoria, etc;


Declaração do Imposto de Renda entregue no ano anterior (arquivo em mídia);


Relação anual do valor recebido em aluguel de imóveis, recebido de pessoa física, com nome, CPF e endereço do imóvel;


Informe dos rendimentos bancários (posição em 31 de dezembro do ano anterior);


Informe de rendimentos de aplicações financeiras como CDB/RDB, poupança, prazo fixo, etc;


Informe de rendimento do cônjuge e dependentes, caso a declaração seja feita em conjunto;


Número do CPF de todos os dependentes;


Recibo de pagamentos feitos a médicos, dentistas, planos de saúde, hospitais, etc;


Recibos dos pagamentos realizados para Educação (escolas, universidades, etc);


Valor pago em pensão alimentícia durante o ano, com dados e CPF do beneficiário;


Comprovante de compra de bens móveis e imóveis adquiridos no ano passado;


Comprovante de venda de bens móveis e imóveis durante o ano de referência.

 

Serviço

 

Receita Federal

www.receita.fazenda.gov.br

Henriette de Salvi henriette@opovo.com.br
Enviar por e-mail Imprimir Compartilhar Aumentar texto Diminuir texto Corrigir
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal + Notícias

Powered by Feedburner/Google