AUMENTO DE LUCRO 12/02/2015 - 07h29

Renault contratará 1.000 pessoas na França após bons resultados

A bolsa de Paris recebeu com entusiasmo os resultados, e a ação da Renault subiu mais de 7% pouco depois da abertura nesta quinta-feira
divulgação
A Renault anunciou um lucro líquido de 1,89 bilhão de euros
Compartilhar

O grupo automobilístico francês Renault anunciou nesta quinta-feira, 12, que empregará 1.000 pessoas com contratos indefinidos neste ano, depois de ter registrado um forte aumento de seu lucro e uma melhora de sua rentabilidade em 2014.


A empresa anunciou um lucro líquido de 1,89 bilhão de euros - 2,144 bilhões de dólares - após um ano de 2013 complicado, no qual os lucros se limitaram a 586 milhões de euros por culpa do fim de suas atividades no Irã.


O volume de negócios do grupo, de 41 bilhões de euros, aumentou apenas 0,3% em relação a 2013, por culpa de uma taxa de câmbio desfavorável, mas a empresa melhorou sua rentabilidade, já que sua margem operacional passou de 3% a 3,9% em um ano.


A bolsa de Paris recebeu com entusiasmo os resultados, e a ação da Renault subiu mais de 7% pouco depois da abertura nesta quinta-feira. O grupo francês, que observa "um nível de atividade promissor", afirmou que empregará "1.000 pessoas com contrato indefinido na França em 2015" e acrescentou que assinará o mesmo número de contratos de aprendizagem.


"Estas contratações são uma boa notícia para a Renault na França. Mostram que nossos esforços de competitividade dão seus frutos", disse o presidente e diretor-geral Carlos Ghosn em um comunicado.

AFP

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google