PROPOSTA 02/02/2015 - 14h13

Mistura de etanol na gasolina deve passar de 25% para 27% este mês

Pelo cronograma discutido, a mudança passaria a valer a partir do dia 15 de fevereiro. A proposta ainda precisa ser aprovada pela presidenta Dilma Rousseff
divulgação
A princípio, será mantido o percentual de 25% para a gasolina aditivada
Compartilhar

O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e representantes do setor sucroalcoleiro acertaram nesta segunda-feira, 2, uma proposta para aumentar de 25% para 27% a adição de etanol anidro na gasolina comum, conforme informou a presidenta da União da Indústria da Cana-de-açúcar (Unica), Elizabeth Farina.

Pelo cronograma discutido, a mudança passaria a valer a partir do dia 15 de fevereiro. A proposta ainda precisa ser aprovada pela presidenta Dilma Rousseff.

Elizabeth Farina revelou que o acordo era muito aguardado pelo setor sucroalcoleiro. “Foi um acordo que o ministro Mercadante disse que levará à presidenta Dilma nesta terça-feira, 3. O cronograma proposto é que se inicie o aumento da mistura a partir de 15 de fevereiro. Os testes realizados sobre emissão, consumo e dirigibilidade não trouxeram mudanças significativas”, salientou a presidenta da Unica.

A princípio, será mantido o percentual de 25% para a gasolina aditivada. De acordo com o presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, a intenção é que, em breve, o percentual aumente para 27,5% para as gasolinas comum e a premium. Segundo ele, ainda é preciso concluir testes para adotar os 27,5% nos dois tipos de combustível.

Conforme a presidenta da Unica, a expectativa é que o percentual de 27% de etanol na gasolina comum gere uma demanda de mais 1 bilhão de litros por ano. Ela afirmou que o setor tem capacidade para atender ao aumento na demanda.

Também participaram da reunião representantes do Ministério de Minas e Energia e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

>> Leia mais sobre carros e motos.

Agência Brasil

Compartilhar
espaço do leitor
Fernando Duarte 03/02/2015 19:27
Só uma perguntinha, porque não se incentiva o consumo do álcool hidratado, combustível nosso e mais ecológico ao invés da mistura na gasolina do álcool anidro que é mais caro...esquisito !
Sérgio Junqueira 02/02/2015 15:05
Acorda, Brasil! Vamos pagar por uma gasolina mais cara, mas que renderá menos em km/L. Lá fora, o petróleo está com preço em queda, e aqui o preço sobe? Querem empurar o prejuízo da Petrobrás nas costas dos consumidores!
Sérgio Junqueira 02/02/2015 14:58
Carros da frota que usam apenas gasolina foram projetados para usar o limite máx. de 25% de álcool. Agora o governo quer empurrar mais 2.5% na nossa alcolina prejudicando os motores que não são FLEX. Se o Etanol tá mais caro a gasolina, pq a medida? Pra agradar usineiros que financiaram Dilma!
3
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google