chamado 26/01/2015 - 13h31

Lifan convoca recall de todos os X60 vendidos no Brasil por falha no cinto de segurança

De acordo com a montadora, menos de 500 unidades do modelo possuem problema no item, que pode romper e ocasionar lesões graves e até fatais aos ocupantes
divulgação
Lifan X60
Compartilhar

A Lifan anunciou o recall de um lote de menos de 500 unidades do SUV Lifan X60, fabricados em 2013 e 2014, modelos 2013, 2014 e 2015, por falha no cinto de segurança dianteiro, na última sexta-feira, 23. A campanha envolve os chassis com numeração entre 9UK64ED50D0015277 e 9UK64ED5XF0089616.

Segundo a montadora, o jipinho chinês mais vendido no Brasil pode apresentar problema no item de segurança. Conforme a Lifan constatou, há uma inconformidade dos cintos dianteiros, tanto direito quanto esquerdo, por conta de uma diferença de comprimento no cabo de aço do conjunto, gerando o risco de rompimento prematuro "quando o cabo for curvado ao extremo e repetidamente".

Ainda de acordo com a marca, o problema pode afetar até mesmo o funcionamento dos airbags frontais, gerando consequentemente danos físicos, e até mesmo fatais, para os ocupantes dos carros em questão.

Donos dos veículos afetados pelo recall devem comparecer à uma das concessionária da marca para verificação e possível substituição da fivela dos cintos. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 2811-2517, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30, ou pelo e-mail clientes@lifanmotors.com.br.

>> Leia mais sobre carros e motos.

Redação O POVO Online

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google