mercado nacional 09/01/2015 - 14h20

Produção de carros pode ter alta em 2015, prevê Anfavea

Queda de importação e mais financiamentos devem contribuir para estabilização das vendas no Brasil
divulgação
A Anfavea ainda prevê alta de 1% nas exportações em 2015
Compartilhar

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) previu nesta última quinta-feira, 8, um crescimento de 4,1% na produção de veículos no Brasil em 2015, chegando a fabricar 3,276 milhões de unidades.

A associação de montadoras ainda estimou que, em relação à 2014, as vendas no mercado nacional devem estabilizar, com a comercialização de 3,498 milhões de unidades. Quanto às exportações deste ano, a Afavea prevê uma alta de 1%, para 337,9 mil unidades.  

O incentivo a financiamentos e a queda nas importações, devido ao aumento do dólar, são alguns dos fatores apontados pelo órgão como mantenedores da estabilidade de vendas.

"Temos expectativa bastante grande de que a nova legislação de retomada de bens terá efeito extremamente positivo no mercado, fazendo o setor bancário voltar a financiar as vendas", afirmou o presidente da Anfavea, Luiz Moan ao Estadão.

"Além disso, a nossa projeção indica participação menor dos importados nas vendas internas, com o câmbio sendo um dos fatores", complementou.

A produção de carros no Brasil, em 2014, passou por uma retração de 15,3%, percentual maior do que o previsto pela entidade, de 10%.

>> Leia mais sobre carros e motos.

Redação O POVO Online

Compartilhar

Veja também

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google