FORA DE LINHA 04/09/2014 - 16h53

GM encerra vendas do Agile e Sonic no Brasil

Os dois compactos saíram do mercado pela baixa de vendas e pela preferência dos consumidores por outros modelos da marca, como o Onix
divulgação
Chevrolet Agile LTZ 2014 decepcionou em vendas
Compartilhar

Nesta quarta-feira, 3, os modelos Agile e o Sonic, ambos da Chevrolet, foram retirados do site comercial da General Motors brasileira por baixa nas vendas.

Importados da Argentina e do México, respectivamente, o Agile e o Sonic, nas versões hatch e sedã, terão vendas descontinuadas. Porém, os modelos poderão estar disponíveis nas revendas até o final dos estoques, com descontos médios de até R$ 3 mil.   

Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) apontam que, até o fim de agosto, enquanto o Onix vendeu 91.326 unidades, o Agile chegou à marca de 9.547 unidades. O Sonic registrou também números significativamente inferiores, se comparado ao Onix na versão hatch e ao Cobalt na sedã. Nas duas versões, o modelo Sonic registrou um total de 6.952 vendas.

Chevrolet Sonic e Agile sofrem desde a ascensão do hatch compacto Onix - Foto Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

O fim da comercialização do Sonic também foi motivado pelo interesse da empresa em trabalhar com um lote maior de importação dos utilitários Tracker e Captiva, que são limitados pelo sistema de cotas do Inovar Auto.

A partir de agora, a divisão brasileira da GM disponibilizará no segmento de compactos apenas o Onix e o Celta.

>> Leia mais sobre carros e motos.

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google