Último dia 16/07/2014 - 08h37

Encontro reúne hoje 19 chefes de estado em Brasília

Esquema de segurança foi reforçado no DF para reunião dos Brics com países da América do Sul e México
Compartilhar


Depois da mobilização durante a Copa do Mundo, cerca de 8,5 mil agentes – sendo 4.459 das forças de segurança pública do Distrito Federal e aproximadamente 4 mil das Forças Armadas – trabalharão para garantir a segurança dos 19 chefes de Estado que chegarão em Brasília e suas delegações.


Segundo o secretário de Segurança do Distrito Federal (DF), coronel Paulo Roberto de Oliveira, a última vez que houve mobilização para receber tantos chefes de Estado na cidade foi em 2005.


Na ocasião, foi realizada a Cúpula América do Sul e Países Árabes, com nove presidentes sul-americanos e cinco chefes de Estado e de Governo árabes.


Hoje os presidentes dos Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) terão encontro no Itamaraty com os presidentes da América do Sul. Amanhã será realizada a Reunião de Cúpula Brasil-China-Quarteto da Celac-Países da América do Sul-México, que vai reunir os chefes de Estado e Governo de Antígua Barbuda, da Argentina, Bolívia, de Cuba, do Chile, da Colômbia, de Costa Rica, do Equador, da Guiana, do México, Paraguai, Peru, Suriname, do Uruguai e da Venezuela.


Os chefes de Estado ficarão hospedados em hotéis ou nas embaixadas de seus países. O comandante Militar do Planalto, general Racine Lima, informou que o Exército fará varredura, que é uma atividade de prevenção e combate ao terrorismo, por todos os locais e rotas que serão usados pelas autoridades para evitar qualquer perigo.


Além disso, o general Racine Lima e o coronel Paulo Roberto de Oliveira terão, em seus centros de comando integrados, acesso a imagens em tempo real. “Contamos com as câmeras de monitoramento da Secretaria de Segurança Pública que estão espalhadas por toda a cidade e as aeronaves de imageamento que estão sobrevoando os locais de interesse”, disse o general.


Amanhã, um evento cultural em comemoração aos 40 anos de relações diplomáticas entre Brasil e China levará à interdição, no horário de pico, da faixa da esquerda e da direita do Eixo Monumental entre o Estádio Mané Garrincha - onde os convidados estacionarão seus veículos - e o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, onde ocorre o evento.


O secretário de Segurança do DF disse que será “um dia crítico na questão da mobilidade” e pediu para a população evitar as faixas dos cantos, usando apenas as quatro faixas centrais da via”. (Agência Brasil)

 

NÚMEROS

 

8,5
mil agentes estarão trabalhando na segurança pública para os chefes de estado em Brasília

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google