31/08/2016 - 18h42

CNI: reformas da previdência e trabalhista devem ser prioridades do novo governo

notícia 0 comentários

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, defendeu nesta quarta-feira, 31, que as reformas da Previdência e das leis trabalhistas sejam prioridades do governo de Michel Temer. Em nota divulgada à noite, a entidade afirma que o desfecho do processo de impeachment e a consequente posse de Temer "abrem o caminho para o entendimento em torno das reformas necessárias para garantir o futuro do País".

"Com o cenário político mais claro, é hora de alcançar consensos para decidir, com firmeza e determinação, o que precisa ser feito para deixarmos a crise no passado e retomarmos o crescimento econômico", afirmou o presidente CNI.

Andrade avaliou que as medidas adotadas por Temer até agora estão na direção certa e ajudaram a afastar o pessimismo e a restaurar, aos poucos, a confiança de empresários e consumidores. "A nossa expectativa é que o governo seja perseverante com as reformas estruturais, necessárias para a solução de problemas crônicos do País. É urgente fazermos a reforma da Previdência Social e modernizar a legislação trabalhista", afirma Andrade, destacando ainda a necessidade de "ampliar os investimentos em infraestrutura, reduzir a burocracia e criar um ambiente mais favorável aos negócios".

Na avaliação do executivo, a recuperação da atividade será lenta. Andrade destaca, no entanto, que a CNI está aberta ao diálogo e disposta a contribuir para que o País supere as dificuldades, recupere a confiança e volte a crescer.

ESTADÃO conteúdo

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google