31/08/2016 - 09h40

Arábia Saudita não irá "inundar" mercado de petróleo, diz ministro de Energia

notícia 0 comentários

O ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, avaliou que há um excesso de oferta de petróleo e ressaltou que seu país, maior exportador mundial da commodity, não irá elevar sua produção à capacidade máxima e inundar o mercado.

"O mercado está saturado com excesso de oferta e não vemos, no curto prazo, necessidade de o reino atingir sua capacidade máxima de produção", disse Falih à emissora de TV Al Arabiya, com sede em Dubai.

A produção saudita atual atende as necessidades dos clientes, tanto no âmbito doméstico quanto no internacional, "e a política de produção vai manter um alto grau de responsabilidade", afirmou o ministro.

Falih, que falou durante visita oficial à China, disse que a Arábia Saudita não está preocupada com a demanda global, apesar da tendência de queda nos preços do petróleo e da desaceleração da economia.

Segundo Falih, a demanda na China está "muito saudável" e o consumo na Índia é "muito bom", enquanto o uso doméstico está aumentando devido a duas novas refinarias, em Yanbu e Jubail, que elevaram o consumo em 800 mil barris por dia.

Em julho, a produção saudita de petróleo bruto atingiu o nível recorde de 10,67 milhões de barris por dia. Já a capacidade de produção da Arábia Saudita é de 12,5 milhões de barris por dia, mas a produção só será ampliada se houver perdas inesperadas, disse Falih. Fonte: Dow Jones Newswires.

ESTADÃO conteúdo

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google