16/08/2016 - 17h30

Governo expressa descontentamento e surpresa com declaração de chanceler uruguaio

notícia 0 comentários

O governo brasileiro expressou "profundo descontentamento e surpresa" com as declarações do chanceler uruguaio, Rodolfo Nintendo Novoa, que teria dito, em reunião com deputados daquele país, que o Brasil teria tentado "como que comprar" o voto do Uruguai, no intuito de impedir que a presidência do Mercosul fosse transferida pra a Venezuela. A moeda de troca, na versão de Nin Novoa, seria o apoio do Brasil nas negociações comerciais com outros países.

"O teor das declarações não é compatível com a excelência das relações entre o Brasil e o Uruguai", afirma o Itamaraty, em nota. Ela informa que, durante a visita do ministro das Relações Exteriores, José Serra, ao presidente uruguaio, Tabaré Vásquez, foram discutidas as oportunidades que os dois países devem explorar. "O Brasil considera o Uruguai um parceiro estratégico", ressalta.

Numa demonstração do descontentamento com a situação, o embaixador do Uruguai no Brasil, Carlos Amorim Tenconi, foi chamado a dar explicações ao secretário-geral do Itamaraty, embaixador Marcos Galvão. O uruguaio ficou de fazer consultas ao governo de seu país e retornar.

ESTADÃO conteúdo

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google