07/08/2016 - 07h50

Crédito escasso atinge alvos da Lava Jato

notícia 0 comentários

Mais do que crédito caro, algumas empresas enfrentam falta de capital. É o caso das companhias investigadas pela Operação Lava Jato, que tiveram seu nome "sujo" no mercado e têm dificuldade de obter recursos até para projetos em execução.

A Galvão Engenharia, por exemplo, não conseguiu captar crédito para as obras da rodovia BR-153, entre Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO). A empresa venceu o leilão para operar o trecho em maio de 2014, quando ainda não era alvo de investigações. Hoje o crédito secou e as obras estão atrasadas.

As empresas do grupo Odebrecht sentiram situação similar. A concessionária Rio Galeão não conseguiu o empréstimo ponte do BNDES para as obras do aeroporto do Rio e deixou de pagar a outorga anual. Procuradas, Odebrecht e Galvão não comentaram. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

ESTADÃO conteúdo

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

comportamento

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google