Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
PRODETUR 24/08/2016 - 22h06

Governo investirá R$ 37 milhões em infraestrutura no Porto das Dunas

Compartilhar

O Governo vai investir R$ 37 milhões na pavimentação e drenagem de 15 km na região do Porto das Dunas. O projeto faz parte do Programa de Valorização de Destinos Turísticos (PRODETUR) no Polo Litoral Leste do Estado, estimado em R$ 759,3 milhões, e que inclui também obras de saneamento, urbanização, educação ambiental e ações de marketing para a região. A previsão é de que até novembro de 2017 todas as obras estejam concluídas.

Na tarde desta quarta-feira, 24, foi realizada uma consulta pública para tratar especificamente da pavimentação e drenagem do Porto das Dunas. Pelo projeto apresentado por técnicos da Secretaria Estadual de Turismo (Setur), a área beneficiada será da orla até a CE-025, no perímetro que abrange o Aquaville Resort até o Beach Park.

A coordenadora do projeto pela Setur, Juliana Brauner, explicou que o trecho foi escolhido levando em consideração a capacidade de indução do turismo pelos empreendimentos instalados no local. E que os recursos previstos para a obra estão assegurados por meio de um empréstimo contraído pelo Estado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A previsão é de que a partir da homologação da licitação, a obra seja concluída em nove meses.

O recorte causou polêmica entre os moradores de áreas não contempladas pelo projeto. “Este projeto não inclui a parte alta do Porto das Dunas, o que nos deixa muito decepcionado porque é onde as chuvas fazem um estrago muito grande nas ruas”, afirmou o empresário Marc Baron.

Outra preocupação era sobre as obras de abastecimento e esgoto sanitário, iniciadas em 2010, e que estão paralisadas. Juliana explicou que a interrupção ocorreu em função de dificuldades alegadas pela empresa contratada e que não foi possível chegar a um acordo com o Estado, mas que uma nova licitação está sendo finalizada e antes do fim deste ano este trabalho deve ser retomado. Ela lembra que apesar de se tratar de projetos diferentes, com fontes de recursos diversas, a ideia é de que as duas obras – de saneamento e de drenagem - estejam concluídas na mesma época.

O presidente da Associação dos Empreendedores do Caminho das Dunas e proprietário do Kalamari Hotel, Waldy Sombra, afirmou que existe uma expectativa muito grande em torno destas obras de pavimentação e drenagem, mas que é preciso reforçar o acompanhamento e a fiscalização para que não se repita os erros cometidos no projeto de saneamento. “Fazer esgotamento e abastecimento sem drenagem é uma coisa que não pode acontecer. O projeto anterior também não era atualizado e tinha canos que não ligavam para canto nenhum. È preciso ficar atento para que estes problemas não se repitam”.

Para o presidente do Beach park e da Associação Porto das Dunas, Murilo Pascoal, os investimentos em infraestrutura vão trazer nova dinâmica para região. ”Este projeto é muito importante para o Porto das Dunas tanto para quem mora, tem negócios ou para quem passa o veraneio porque traz a infraestrutura que a gente está precisando”.

Compartilhar
espaço do leitor
A VERDADE 25/08/2016 13:36
HOJE QUEM VEM AO CEARÁ VAI AO BEACH PARK, PARABÉNS!!!! POIS O TURISMO TRÁS DESENVOLVIMENTO E EMPREGOS PARA O POVO CEARENSE.
Augusto Fontenele 25/08/2016 13:28
Não sei porque o Governo tem essa descriminação com os Proprietários, Moradores e Frequêntadores do Proto das Dunas. Obra somente para beneficiar alguns ??? E o restante ??? Serão os Beneficiados à pagar a Conta ??? Lamentável esta proposta. Ou beneficia "todos" do Porta das Dunas ou é melhor não fazer nada. Augusto Fontenele
PEDRO BATISTA 25/08/2016 11:39
O prefeito que colocou um ladrão ( foto sensor ) escondido em cada esquina, não gosta da periferia, só quer saber da Aldeota, Porto da Dunas, Meireles, Varjota, Cocó. O resto que se vire.
rodrigo miguel 24/08/2016 23:53
exatramente! muito "bla bla bla" e o resumo da ópera é só esse: melhorar o acesso aos complexos do Aquaville (festas elitizadas) e Beach Park (turistas). Pra população aqui do entorno mesmo...NADA! Só a conta pra pagar com o imposto sobre melhorias. Essa conta é uma que não vai demorar a chegar.
Domingos Júnior 24/08/2016 23:29
Dinheiro pra construir moradia popular para milhões de desempregados, marginalizados e toda sorte de desvalidos no Estado não tem não, mas para beneficiar áreas turísticas de interesse privado com dinheiro público, é bem fácil. O perímetro da obra vai do Aquaville Resort ao Beach Park. Que coincidência! R$ 37.000.000,00 do povo a serviço do interesse particular. Qual o real interesse público da obra? Alguém responde?
5
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia