Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
De acordo com CNC 16/08/2016 - 11h56

Intenção de consumo aumenta em agosto

No entanto, em comparação ao mesmo período do ano passado, o resultado continua negativo
Compartilhar

A intenção de consumo das famílias (ICF) apresentou aumento na comparação mensal de 0,9% entre julho e agosto, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), sendo a primeira elevação em seis meses.

A ICF atingiu 69,3 pontos, influenciada pela variação positiva em todos os sete componentes do índice. No entanto, na variação anual, houve retração de 15,3%. O resultado ainda demonstra uma percepção ruim, já que está abaixo da zona de indiferença, de 100 pontos.

A avaliação do emprego atual subiu 1,6% em relação a julho e apresentou 102,3 pontos, o único componente acima dos 100 pontos. Porém, em comparação com o mesmo período de 2015, houve uma queda de 5,6%. O percentual de famílias que se sentem mais seguras em relação ao emprego é de 28,9%.

Consumo

O nível de consumo atual subiu 0,5% em relação ao mês anterior com 44,2 pontos. Já na comparação anual, houve uma queda de 29%. A maior parte das famílias informou estar com o nível de consumo menor do que no ano passado (66%).

Em relação a intenção de compras a prazo, o índice registrou queda de 20,9% na comparação com agosto de 2015. Com 64 pontos, o componente apresentou uma elevação de 1,1% em relação a julho.

O item momento para duráveis obteve variação positiva, com 2,1% acima do verificado em julho. Com 41,9 pontos, teve um recuo de 22,8% em relação ao mesmo período de 2015. A maior parte das famílias (76,3%) não considerea o atual momento para a aquisição de duráveis.

Expectativas

Na comparação mensal, as famílias apresentaram um pequeno aumento de 0,5% nas perspectivas em relação ao mercado de trabalho. Já em relação ao mesmo período de 2015, houve uma queda de 5,4% e o índice ficou em 94 pontos. Cerca de 48,6%  das famílias considera negativo o cenário para os próximos seis meses.

Com aumento de 0,4% em relação a julho, o item Perspectiva de Consumo atingiu 53,6 pontos. Na comparação anual, a retração foi de 20,4%.

As expectativas para o segundo semestre levaram a CNC a revisar suas projeções para o varejo restrito de -5,6% para -5,4% ao final de 2016. E também da projeção para o varejo ampliado de -10,6% para -9,8%.

 

Redação O POVO Online

> TAGS: cnc
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia