Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
alta 21/07/2016 - 09h44

Em Fortaleza, IPCA-15 vai a 0,64% em julho

De janeiro a julho deste ano, a variação acumulada foi de 6,39%, a mais alta de todo o País
Compartilhar

Em julho, a prévia da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), apresentou variação de 0,64%.O resultado representa alta de 0,48% em relação a junho. As informações foram divulgados nesta quinta-feira, 21, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De janeiro a julho deste ano, a variação acumulada foi de 6,39%, a mais alta de todo o País. Nos últimos 12 meses, o índice em Fortaleza tem a maior variação entre todas as regiões do Brasil, com uma alta de 10,52%.

Nacionalmente
No Brasil, a variação do IPCA-15 foi de 0,54% em julho, diante de uma alta de 0,40% registrada no mês passado. O acumulado observado no ano está a 5,19%, menor que o obtido no mesmo período do ano passado, de 6,90%.

Nos últimos 12 meses, o índice foi de 8,93%, bem próximo aos 8,98% obtidos nos 12 meses do ano anteior.

Os responsáveis pela alta no índice de junho para julho foram os preços dos alimentos, que aumentaram 1,45%. Com 69% de participação no IPCA-15 do mês, o grupo Alimentação e Bebidas registrou a mais elevada variação para os meses de julho desde 2008, quando chegou a 1,75%.

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia