Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
IR 2016 15/07/2016 - 09h02

Receita Federal começa a pagar 2º lote nesta sexta-feira, 15

Nesse segundo lote de restituição estão incluídos 1.490.266 contribuintes, com total de mais de R$ 2,5 bilhões.
Compartilhar

A Receita Federal paga as restituições do segundo lote do Imposto de Renda 2016 e de lotes residuais, de quem caiu na malha fina, de 2008 a 2015, nesta sexta-feira, 15. A consulta pode ser feita pelo site

 

Nesse segundo lote de restituição estão incluídos 1.490.266 contribuintes, com total de mais de R$ 2,5 bilhões.

 

Do valor total dos lotes, R$ 951,6 milhões se referem aos  contribuintes que, por lei, têm preferência no recebimento da restituição. São 477.147 contribuintes idosos e 51.310 contribuintes portadores de alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

 

Depois as restituições serão pagas pela ordem de entrega da declaração do Imposto de Renda, se o documento tiver sido enviado sem erros ou omissões.

 


Telefones

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato com qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. Os valores restituídos são corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerer, por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no serviço virtual de atendimento da Receita, o e-CAC, em Extrato do Processamento da DIRPF.

Para facilitar a consulta às declarações, a Receita disponibiliza aplicativo para tablets e smartphones. Com ele, será possível analisar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do Imposto de Renda Pessoa Física e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

 

Malha fina

No fim do mês de abril, a Receita Federal comunicou que 716 mil declarações já estavam retidas na malha fina do Imposto de Renda em razão da incerteza das informações prestadas.


Os contribuintes que desejam saber se está na malha fina, podem acessar o "extrato" do IR no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).


Depois de averiguar quais incertezas foram encontradas pela RF na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora.

 

Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina. Se o contribuinte tiver direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do IR.

 

Redação O POVO Online e Agência Brasil

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia