Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
perigo 12/07/2016 - 11h29

Brasil é o 2º colocado em lista global de fraudes com cartões

O resultado coloca o Brasil na segunda colocação da lista mundial, atrás apenas do México
Compartilhar

Nos últimos cinco anos, 49% dos brasileiros afirmam ter sofrido algum tipo de fraude com cartões. Foi o que revelou a pesquisa “De onde vêm as fraudes com cartões”, do Global Consumer Card Fraud 2016.  O resultado coloca o Brasil na segunda colocação da lista mundial, atrás apenas do México. Em 2014, quando o último estudo foi feito, o País estava na 8ª posição.
 
O levantamento questionou mais de 6 mil consumidores em 20 países e revelou que as fraudes com três tipos de cartões (débito, crédito e pré-pago) são crescentes em todo o mundo. Em comparação à pesquisa divulgada em 2014, 14 nações relataram um aumento nas fraudes. México, Brasil e Estados Unidos lideram a lista, com 56%, 49% e 47% das pessoas afirmando ter sofrido algum tipo de fraude nos últimos cinco anos, respectivamente. As regiões com menores índices são Holanda (14%) e Hungria (9%).

Com 2.260 violações de dados confirmadas só em 2015, a segurança continua a ser uma questão essencial dentro da indústria de serviços financeiros e entre os consumidores. Apesar da adoção de soluções de análise de fraude por parte dos bancos e comerciantes, juntamente com o uso massivo do EMV (cartão com chip) na maioria dos países, as fraudes de cartões seguem em crescimento em grande parte do mundo.

Comportamentos de risco aumentam as fraudes
Comportamentos de risco, como deixar o celular desbloqueado quando não está em uso ou carregar a senha do cartão anotada consigo, têm relação direta com as fraudes, e o risco tem crescido cada vez mais devido ao aumento global no uso de smartphones e tablets. Globalmente, 54% dos consumidores apresentaram ao menos um comportamento arriscado, contra 50% em 2014. Entre essas pessoas, 58% já sofreram fraude. Já entre os mais cuidadosos, 36% passaram por essa situação.

Países europeus têm menos fraudes de cartão do que as Américas, por conta da adoção antecipada da tecnologia EMV e outros avanços tecnológicos que garantem transações mais seguras.

Brasil é o País mais insatisfeito com o atendimento pós-fraude
O Brasil é o país com os consumidores mais insatisfeitos com o tratamento dos bancos após a experiência de fraude. Apenas 65% das pessoas estão parcialmente ou plenamente satisfeitas com suas instituições bancárias, contra 90% nos Estados Unidos, país com os consumidores mais satisfeitos com o tratamento dos bancos.

Entre os brasileiros que passaram por fraudes, 18% trocaram de instituição financeira em 2016 – número bem menor que o de 2014, quando 33% afirmaram ter mudado. Apesar de não confiarem plenamente nos bancos, a maioria (60%) das pessoas acredita que eles têm feito o máximo possível para proteger seus clientes de fraudes.

Globalmente, 14% dos consumidores não têm confiança de que a sua instituição financeira pode protegê-los contra a fraude, uma melhora de quase 20% em comparação com 2014. Além disso, 1 em cada 5 pessoas mudou de instituição financeira devido à insatisfação após passar por fraudes.

Redação O POVO Online

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia