Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
Certificado Digital 30/06/2016 - 11h45

Empresas do Simples devem usar Certificado Digital a partir desta sexta-feira

O documento serve para a apresentação das informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias por meio da GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social)
Compartilhar

As empresas que integram o Simples Nacional, e que tem mais de cinco funcionários, devem adotar o certificado digital a partir desta sexta-feira, 1º de julho. O documento serve para a apresentação das informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias por meio da GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social).

Para as empresas com mais de oito empregados o certificado já é exigido desde 1º de janeiro de 2016. O cronograma ainda prevê a adoção do documento para empresas com mais de três funcionários a partir de janeiro de 2017.

Certificação Digital

A certificação digital é uma tecnologia que permite a identificação de pessoas físicas e jurídicas no ambiente eletrônico, regulamentada no País pela Infraestrutura de Chaves Pública Brasileira (ICP-Brasil), vinculada à Casa Civil da Presidência da República. Tem validade jurídica e confere aos documentos eletrônicos autenticidade, integridade, sigilo e atributo de não repúdio.

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia