Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
pór-referendo 24/06/2016 - 08h33

Libra tem maior queda desde 1985, após saída do Reino Unido da UE

Com isso, houve uma corrida de capital pela tradicional segurança do iene e do franco suíço
Compartilhar


Após o Reino Unido, por meio de referendo, ter votado pela saída da União Europeia (UE), a libra caiu 10%, atingindo o ponto mais fraco desde 1985. Com isso, houve uma corrida de capital pela tradicional segurança do iene e do franco suíço.

Além da libra, o euro também teve forte queda em relação ao dólar. O franco saltou para o nível mais forte em quase um ano contra o euro, e o iene chegou ao nível mais alto em mais de dois anos.

A moeda do britânica atingiu US$ 1,3228, o menor nível desde antes de as principais economias assinarem um acordo para enfraquecer o dólar em setembro de 1985, no Acordo de Plaza.

 

Votação
Após 43 anos de participação na UE, o Reino Unido deixa o bloco após referendo que deu 52% dos votos à saída, nesta sexta-feira, 24.

Os países que votaram fortemente pela saída foam Inglaterra e País de Gales, enquanto que a população da Escócia e da Irlanda do Norte optaram pela permanência. Na capital britânica, Londres, 60% dos votos foram pela permanência na UE. Entretanto, em todas as outras regiões da Inglaterra, a maioria votou pela saída.

Com o resultado, o Reino Unido é o primeiro integrante a sair da União Europeia desde sua criação. Contudo, oprocesso de retirada pode demorar dois anos, de acordo com o Tratado de Lisboa.

Redação O POVO Online

Compartilhar

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia