Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
Em relação a janeiro deste ano 20/06/2016 - 11h37

Imóveis nos EUA estão 40% mais barato e atraem brasileiros

No caso do Brasil, o atual recuo do dólar fez que o poder de compra do brasileiro aumentasse e, junto com o recuo do valor do imóvel, propicia a compra de imóveis em várias cidades dos EUA
Compartilhar

Devido ao cenário atual, os mercados brasileiros e estadunidenses têm estimulado a compra de imóveis no exterior, além das incertezas com o mercado e a própria vida no Brasil, os investidores não querem correr muitos riscos.

 

Com a desvalorização do dólar em relação ao real de quase 30% (de quase R$ 4,26, chegando, atualmente, a marca de R$ 3,36), aqui no Brasil, e o preço dos imóveis, nos Estados Unidos, caindo em 10% faz que esses imóveis cheguem a marca de 40% mais baratos para aqueles que queiram investir no mercado imobiliário estadunidense, tanto para fins de morada quanto para investimentos.

 O mercado de imóveis estadunidense é afetado por diversos fatores devido ao perfil bem variados de seus compradores provenientes de várias partes do mundo (além dos próprios estadunidenses, há os brasileiros, russos, canadenses, entre outros). Essa pluralidade de investidores, de acordo com o movimento econômico de seus respectivos países afetará, de imediato, o mercado imobiliário dos EUA. No caso do Brasil, o atual recuo do dólar fez que o poder de compra do brasileiro aumentasse e, junto com o recuo do valor do imóvel, propicia a compra de imóveis em várias cidades dos EUA.

Por exemplo, o mercado imobiliário da Flórida, que contara com um grande investimento, lançou de 2013 a 2015 uma série de novos lançamentos, mas a demanda, na época, não acompanhou o ritmo e o valor dos imóveis baixou. Há imóveis há mais de seis meses fechados, marca impressionante para o aquecido mercado estadunidense, com preços justos, mas que não possuem compradores.

Em Nova York, a ocupação é elevadíssima e não há mais terrenos disponíveis, tendo o custo do metro quadrado mais alto do que o mercado da Flórida, e, mesmo assim, um mercado imobiliário mais do que cobiçado pela maioria dos investidores brasileiros, em Midtown Manhattan, a queda do valor do imóvel impressiona: um apartamento na região, com quatro quartos, custando até 600 mil, teve uma redução de 4%, mas, se for considerado um apartamento de quatro quartos, custando entre 600 mil a 2 milhões, a redução chega à impressionante marca de 25% de redução, ou seja, um quarto do valor do imóvel.

 

Redação O POVO Online

> TAGS: brasil eua
Compartilhar

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia