Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
Desenvolvimento Econômico 06/06/2016 - 20h43

Secretaria diminuirá para menos de um dia o tempo para conceder incentivo a empresas

Dos atuais 90 dias, a secretária Nicolle Barbosa quer que a concessão de benefícios fiscais seja dada em menos de um dia
{'grupo': '', 'id_autor': 18866, 'email': 'beatrizsantos@opovo.com.br ', 'nome': 'Beatriz Cavalcante'}
Beatriz Cavalcante beatrizsantos@opovo.com.br
Compartilhar

Por meio do Sistema FDI, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) quer diminuir o tempo que o Estado leva para conceder benefícios fiscais a empresas que desejam se instalar no Ceará. Dos atuais 90 dias, Nicolle Barbosa, titular da SDE, diz que o objetivo é chegar a menos de um dia. A implantação do sistema ainda não tem data definida, mas está prevista para este ano.

 

Advindo da sigla Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI), o software irá desburocratizar a concessão de incentivos. Atualmente o investidor com interesse no Estado chega com protocolo de intenções (documento que atesta interesse da empresa em se instalar no Ceará), que é levado para análise na reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Industrial (Cedin). Aprovado o protocolo, elabora-se uma resolução, que é um contrato do Governo com a iniciativa privada, oficializando o benefício fiscal por, geralmente, prazo de 10 anos prorrogáveis por igual período.

 

Nicolle diz que todo o procedimento demorava 180 dias e a SDE já diminuiu para 90. Agora, buscam relizar o processo em menos de um dia. "Esse sistema (FDI) vai funcionar online e vai estar interligado entre Sefaz (Secretaria da Fazenda) e o Bradesco, que é o agente financeiro vencedor da licitação para o projeto. A Sefaz porque todo benefício só pode ser concedido se a empresa estiver em dia com o Estado", explica.

 

A partir da implantação do sistema, na reunião do Cedin o incentivo é aprovado e assinado no próprio encontro.  "A empresa entra online no sistema e, agora, vai ser tudo online e já entra em contato com a Sefaz", detalha.

 

Investimentos

Os investimentos da iniciativa privada retraíram neste ano, por causa da situação econômica de incertezas do País, de acordo com Nicolle. "Todos os setores retraíram, o que menos sofreu foi o de energia eólica", diz.

 

Por enquanto, o que o Estado tem de concreto no ramo de energias renováveis é com a Steelcons Campinas. A empresa comprou terreno pertencente ao empresário Fernando Cirino próximo ao rio Catu, nas proximidades da CE-040. Conforme Alexandre Adolfo, secretário-executivo da SDE, a empresa implantara 120 hectares de placas fotovoltaicas (solares), com potencial de 150 megawatts (MW). "Até o final de 2017 a usina tem que estar rodando", afirma.

 

Para a empresa, como a geração de energia não tem imposto, o Governo concedeu desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para que a empresa traga máquinas e equipamentos para o Estado.

 

Projetos

Nicolle ainda cita que, dentro de 15 dias, o Governo fechará o orçamento do Programa Primeiro Negócio. Sem adiantar mais detalhes, Cláudio Ferreira Lima, secretário adjunto da SDE, diz que o programa agloba o empreendedorismo digital.

 

Ainda há os distritos empreendedores, que o Governo quer instalar mais sete no Ceará, mas ainda sem prazo. O projeto dá subsídios para que pequenos empreendedores que estejam dentro do Simples Nacional tenham condições de utilizar infraestrutura industrial fornecida pelo Estado.

 

Hoje, Cratéus é o único município a ter um disrito empreendedor. São oito indústrias que fabricam para grandes indústrias. "Normalmente elas estão mal localizadas e encontram um ambiente (galpão) compartilhado e propício para se desenvolverem", explica Cláudio. Para terem acesso ao programa, as empresas interessadas precisam se inscrever na SDE e ao serem selecionadas pagam um comodato de 0,08% do valor do imóvel.

 

Alexandre diz que a ideia do projeto é ser uma incubadora para que as empresas se desenvolvam, saiam do Simples Nacional e deem espaço para que outras possam adentrar. "Lá em Crateús pode ter condição de ter o segundo distrito, porque já tem inscritos e terreno lá", detalha Nicolle

 

Também será anunciada "no fim do mês" a nova política de incentivos do Governo do Estado, dentro dos incentivos do FDI. "Temos aí em torno de 19 decretos que serão consolidados em um só. O governador ainda irá apresentar", diz Nicolle.

 

Sala do Investidor
"Sonho nosso desde que chegamos". É assim que Nicolle cita a Sala do Investidor. Consiste em um espaço físico, localizado na SDE, e também virtual, em que vai fornecer todas as informações possíveis que um investidor precisa para se instalar no Estado. As informações vão desde licenciamento ambiental até dados dos municípios.

 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia