Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
De acordo com Banco Central 10/05/2016 - 09h39

Atividade econômica do Ceará diminui 3,5% ano passado

A redução contribuiu para o recuo da atividade econômica do Nordeste (1,5%)
Compartilhar

A atividade econômica do Ceará diminuiu 3,5% ano passado. A retração contribuiu para que a economia da região Nordeste recuasse 1,5% no trimestre encerrado em fevereiro, segundo o Boletim Regional do Banco Central divulgado na segunda-feira, 9.

O desempenho negativo do Estado do Ceará foi devido às retrações nos segmentos da agropecuária (24,9%), da indústria (4,6%) e do setor de serviços (2,4%), de acordo com o  Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece). O Índice de Atividade Econômica do Banco Central-Brasil e Ceará (IBCR-CE) aponta que a economia do Estado deverá seguir com resultados modestos no início de 2016. Nesse sentido, o indicador seguiu estável no trimestre encerrado em fevereiro, em relação ao terminado em novembro, quando diminuiu 1,6%, no mesmo tipo de comparação, segundo dados dessazonalizados.

Nordeste


Em nível nacional, o Nordeste apresentou a menor retração em comparação com a média do País (3,8%), em conformidade com as variações anuais do PIB das principais economias: Ceará (3,5%), Pernambuco (3,5%) e Bahia (3,2%) realizadas pelas instituições públicas de pesquisas econômicas de cada estado.

As vendas do comércio e produção da indústria, mostra uma acomodação da atividade econômica da região no início deste ano. Assim, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central-Brasil e Nordeste (IBCR-NE) permaneceu estável no trimestre encerrado em fevereiro, em comparação ao trimestre terminado em novembro (-1,5%).

As vendas do comércio ampliado retraíram 2,3% no trimestre encerrado em fevereiro em relação ao antecedente quando houve recuo de 4,3%, de acorodo com dados dessazonalidos da PMC, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além disso, houve retração em nove segmentos, entre eles estão; móveis e eletrodomésticos (7%); equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (13,3%). Já o comércio varejista apresentou no período retração de (3,3%).

 

Sobre o Boletim Regional do Banco Central do Brasil

 

É uma publicação trimestral do Banco Central do Brasil que aponta as condições da economia por regiões e por alguns estados do país. O enfoque é regional e apresenta a evolução de indicadores que repercutem as decisões de política monetária – produção, vendas, emprego,
preços, comércio exterior, entre outros setores.


Os dados têm como origem os órgãos e os institutos de âmbito nacional, principalmente o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os entes da administração direta. Em alguns casos, foram usadas para complementar, informações de entidades regionais. Dados sem tratamento das fontes foram dessazonalizados pelo Departamento Econômico do Banco Central do Brasil (Depec).

 

Redação O POVO Online

> TAGS: bc
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia