Conheças nossos combos e pacotes promocionais!

CLIQUE E CONFIRA
Defesa do COnsumidor 27/04/2016 - 14h42

Operadoras de cartão de crédito e telefonia são as mais reclamadas no Procon

O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor levou em consideração pelo menos 4.020 reclamações que resultaram em processos. Ao todo, foram mais de 17 mil atendimentos registrados
Compartilhar

As operadoras de telefonia, TV por assinatura e cartão de crédito estão entre as empresas mais reclamadas pelos consumidores da Capital ao Procon Fortaleza. Divulgado anualmente, o ranking foi publicado pelo órgão de defesa do consumidor nesta quarta-feira, 27. Os dados são registrados pelo Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) do Ministério da Justiça, como determina o artigo 44 do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, esclarece que as reclamações fundamentadas formam uma espécie de "lista negra" da má prestação de serviços e produtos. Segundo ela, os consumidores devem evitar a compra nos locais citados. "O consumidor deve consultar sempre a lista para saber as empresas que mais desrespeitam os direitos do cidadão".
 
Apenas em 2015, 17.162 atendimentos foram registrados, o que representa aumento de 15% em relação ao ano anterior. Os dados apontam que, em 2014, foram contabilizados 14.579 reclamações. Apesar do alto número, nem todo atendimento resulta na abertura do processo administrativo contra empresas. O Procon aponta que há muitos casos em que o problema é resolvido mais cedo, proporcionando menos transtornos para as partes envolvidas.
 
Para o ranking, o Sindec levou em consideração pelo menos 4.020 reclamações que resultaram em processos. Dessas, 2.323 (58%) foram resolvidas em audiências de conciliação. Não ocorreu acordo entre as partes nas denúncias restante (1.697).
 
A categoria mais reclamada é de empresas de cartão de crédito, com 1433 registros (14,84%), seguidas por operadoras de telefonia fixa e celular, com 918 (11,43%) e 666 (8,29%), respectivamente. TV por assinatura, bancos, energia elétrica e eletrônicos também entraram na lista.

Acesse o ranking completo no site do Procon.
 
Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

O POVO Online

Participe desta conversa com @opovoonline

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Erro ao renderizar o portlet: Caixa Instagram (API-USER)

Erro: 'data'
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

O POVO Economia