Mobile RSS

rss
Assine Já
GREVE 01-06-2012 - 12h29

Operários da construção civil buscam acordo com construtoras

Compartilhar

O acordo sobre as horas trabalhadas é o único ponto que ainda falta ser negociado para o fim da greve dos operários da construção civil que já se estende desde o dia oito deste mês. Algumas construtoras já estão procurando o acordo, segundo informações da assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza (Sticcrmf).

Sem citar o nome da construtora de grande porte que teria entrado em contato, o assessor do sindicato explicou que a proposta seria compensar os dias em greve com trabalho em sete sábados.

O Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon-CE) destacou, por meio de nota, que a greve já deveria ter sido suspensa por determinação judicial e, que, por isso, ingressou com requerimento junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) 7º Região, “comprovando o descumprimento e solicitando a execução da Ordem Judicial n° 130/2012, expedida no dia 30 de maio”.

No documento, segundo o Sinduscon, o Tribunal determina a suspensão imediata do movimento e o retorno dos trabalhadores a seus postos de trabalho, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil.

Sobre o acordo em relação aos dias parados, o Sinduscon destacou que o artigo 7º da Lei nº 7.783/89 define que a participação em greve suspende o contrato de trabalho.

“Por este motivo, as empresas associadas ao Sinduscon-CE, em assembleia geral, informaram que não têm como arcar com os prejuízos dos dias não trabalhados, pois suas receitas e/ou faturamentos também estão comprometidos neste período de paralisação. As empresas também não vão ceder a pressão do Sindicato dos Trabalhadores para negociações em acordos individuais, gerando greves paralelas por canteiros”.

Diretor de sindicato indiciado

O diretor do sindicato dos trabalhadores da construção civil, Nestor Bezerra, que foi indiciado pela Polícia, foi procurado pela reportagem do OPOVO Online para comentar as acusações.

Na manhã desta sexta-feira, 1º, ele atendeu a ligação e pediu que retornasse depois e não atendeu mais as ligações.

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Francisco Garcia MaCIEL 02/06/2012 13:38
Eles os trabalhadores constroem o prédio,mas não podem comprar nunca um apartamento,ganham pouco e correm risco de vida pelo trabalho que escutam.Quem se dá bem são sempre os enhenhiros e o dono.Geralmente o engenheiro ganha um apartamento de presente por cada obra que toma de conta.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Topera 02/06/2012 13:26
obs: 28 acidentes fatais REGISTRADOS na construção civil no ano de 2011 (essa contagem ainda exclui todos os trabalhadores irregulares da área).
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Topera 02/06/2012 13:25
A ordem judicial é só um instrumento do Estado intervir na relacao de trabalho (até mesmo pq é de seu interesse que as obras andem rapidamente). Segundo, será que você, em algum dos 28 acidentes fatais com trabalhador civil, defendeu a prisão do patrão deles? INFORME-SE antes de falar besteira.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Topera 02/06/2012 13:23
Primeiro, não há previsão legal para uma prisão nesse caso, amigo. Graças a deus já saímos do período da ditadura. Queria lembrar o sr. que os PM's, e todos os grevistas do ano passado e deste, descumpriram ordem judicial. E só assim conseguiram alguma melhora nas condições de trabalho.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Heal 02/06/2012 11:18
Tsc..por isso que as coisas nao andam. O lucro que as construtoras tem é bem elevado e ainda não querem dar condições para os trabalhadores. Eu só tinha o desejo de uma coisa, que houvesse fiscalização e fiscais de "JUS" para poder analisar cada barbaridade que se ver no setor..
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
9
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

Facebook

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Economia

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima

Mobile RSS

rss
Assine Já