FESTA 09/02/2013 - 07h03

Sete escolas se apresentam no 1º dia do Carnaval de São Paulo

Compartilhar

Sete das 14 escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo desfilaram entre a noite de sexta-feira, 8, e a madrugada deste sábado, 9. Na segunda noite do Carnaval outras sete vão se apresentar. Os desfiles acontecem no sambódromo do Anhembi, e começam às 23h15min (horário de Brasília).

Acadêmicos do Tatuapé abre o Carnaval 2013

Foto: José Cordeiro/ SPTuris

 

 

 

 

 

 

 

Às 23h41min (horário de Brasília), a voz do Carnaval anunciou oficialmente a abertura do Carnaval de São Paulo 2013, com a entrada da escola de samba Acadêmicos do Tatuapé no Sambódromo. Após o término da chuva, a escola da zona Leste abriu a folia com o samba-enredo sobre a cantora e compositora Beth Carvalho.

O grande tatu no carro abre-alas, o segundo carro mostrando a paixão de Beth pela Mangueira e até a bateria, composta por mais de 230 ritimistas vestidos de tatus, vão traçar uma trajetória da vida pessoal e profissional da madrinha do samba.

Vice-campeã do Grupo de Acesso no ano passado, os mais de três mil integrantes nas mais de 21 alas da Tatuapê buscam o primeiro título no Grupo Especial em 2013.

Veja fotos da apresentação da escola Acadêmicos do Tatuapé

Rosas de Ouro canta sobre grandes festas e levanta o público

Foto: Jefferson Pancieri/ SPTuris

 

 

 

 

 

 

A presidente da Rosas de Ouro, Angelina Basilio, apresenta sua escola desfilando entre os 3,5 mil componentes. Após 39 anos atuando apenas nos bastidores, Angelina se diz muito emocionada em poder voltar à avenida, desta vez como porta bandeira.

Com o enredo “Os Condutores da Alegria, numa Fantástica Viagem aos Reinos da Folia”, a Roseira canta sobre as grandes festas que contagiam o mundo. As 24 alas e cinco alegorias são entoadas pelos 270 ritmistas que compõem a bateria, liderados pela rainha Elen Rocche. Entre as novidades, a percussão traz instrumentos tradicionais e rudimentares.

A comissão de frente, um dos quesitos avaliados, era uma surpresa até o início do desfile. Com roupas coloridas e séries de acrobacias, levantam a torcida.

Veja imagens do desfile da escola Rosas de Ouro

Mancha Verde emociona o Sambódromo

Foto: José Cordeiro/ SPTuris

 

 

 

 

 

 

 

Terceira a entrar na passarela, Mancha Verde conta a história do advogado, ator e compositor Mário Lago. “Um cara sensacional, um dos maiores nomes brasileiros, que fez uma descoberta atrás da outra”, disse o presidente da escola, Paulo Rogério de Aquino – Serdan.

O homenageado aparece logo na comissão de frente, uma estátua viva de Mário Lago abre o desfile, seguido por um carro alegórico gigante de 15m de altura e 30m de comprimento que narra a imigração de seus pais, vindos da Itália.

Após chegar na quarta posição no último Carnaval, a Mancha chega com toda alegria em busca do título este ano. Paulinho Serdan descreve a sua sensação antes de entrar na avenida: “Sentimento indescritível ver todo mundo alegre e todos os carros prontos para desfilar”.

Confira fotos do desfile da escola Mancha Verde

Vai-Vai conta história da bebida milenar

Foto: Fernando Heise/ SPTuris

 

 

 

 

 

 

 

Pontualmente às 3h15min (horário de Brasília), a escola Vai-Vai é a quarta a desfilar nesta sexta-feira. Com o intuito de incentivar e popularizar o vinho nacional, o samba-enredo escolhido pela diretoria de Carnaval foi “Sangue da Terra, Videira da Vida: um brinde de amor em plena avenida – Vinhos Brasil”.

Mas segundo um dos diretores de bateria, Augusto Bocão, aproveitar uma boa taça de vinho só após o desfile: “Só depois, tem que beber com responsabilidade. E quem for dirigir não beba.”

O primeiro carro alegórico conta a passagem bíblica, onde Noé, além de colocar os animais, levou consigo sementes de videira para a arca. O último carro também retrata uma arca, mas dessa vez a Arca do Futuro da Noruega, que vai abrigar todas as sementes para futuras gerações.

A Vai-Vai conta esse ano com 3,6 mil integrantes, 280 ritmistas na bateria, 5 carros e 31 alas em busca do décimo quinto título.

Confira imagens do desfile da escola Vai-Vai

X-9 Paulistana celebra a diversidade e harmonia entre as raças

Foto: José Cordeiro/ SPTuris

 

 

 

 

 

 

 

A escola X-9 Paulistana, campeã em 97 e 2000, foi a quinta a entrar na passarela do samba e contou a história da diversidade e a harmonia entre as 4 raças: negra, branca, oriental e vermelha.

Com o tema “Se pra ter diversidade basta viver em harmonia, sorria… Pois São Paulo hoje é só alegria!”, a escola conta que na cidade de São Paulo todas as raças vivem em harmonia e é um exemplo para o mundo todo.

A escola dividiu suas quatro primeiras alegorias para falar de cada raça específica, deixando a última para representar a união de todas (uma referência à cidade de São Paulo).

Em 2012 a X-9 ficou na décima colocação do Carnaval.

Confira fotos do desfile da escola Mancha Verde

Dragões da Real mostra seu guardião abrindo a manhã

Foto: AFP

 

 

 

 

 

 

 

A mais nova escola de samba do Grupo Especial entra na avenida com enredo cheio de surpresas. Com o tema “Dragão, Guardião Real, mostra seu poder e soberania na corte do Carnaval”, a Dragões da Real demonstra a importância da figura em diversas tradições e culturas.

Uma das surpresas esperadas era o tema de um dos carros alegóricos, que falaria sobre um desenho animado. Com crianças e fantasias, o carro trouxe personagens de “Caverna do Dragão”, além de alas com personagens de “Dragon Ball” e “Como treinar seu dragão”.

A penúltima escola a entrar no Sambódromo trouxe 3,2 mil componentes, divididos em 26 alas e regidos por 220 ritmistas na bateria.

Águia de Ouro fecha primeiro dia de Carnaval em São Paulo

Foto: AFP

 

 

 

 

 

 

 

Junto ao nascer do sol, às 6h50min (horário de Brasília), a escola de Samba Àguia de Ouro entra no Sambódromo e finaliza o primeiro dia de desfiles do Carnaval de São Paulo. A última escola homenageia o cantor e compositor João Nogueira, com carros sobre suas músicas mais famosas, sua escola de samba carioca do peito, a Portela, o bloco Clube do Samba no qual foi fundador e até o santo mais devoto, São Jorge.

A escola contou com a presença do filho do homenageado, o cantor Diogo Nogueira, que também é marido da rainha da escola, Milene Nogueira. Quando perguntado qual o sentimento ao ser contado que seu pai seria tema de um samba-enredo, Diogo declarou que a princípio não acreditou. “Emoção mesmo eu só tô sentindo agora. Não imaginava o tamanho dessa homenagem, o quanto representava” disse.

Redação O POVO Online

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Mais comentadas

anterior

próxima