turnê 50 anos 09/09/2016 - 15h05

Scorpions une várias gerações em Fortaleza; público elogia estrutura do CFO e reclama de calor

A banda cantou os seus maiores clássicos e fez um tributo ao líder da banda britânica Motörhead, Lemmy Kilmister
notícia 2 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 19073, 'email': 'nataliafonteles@opovodigital.com', 'nome': 'Natalia Fonteles'}
Natalia Fonteles nataliafonteles@opovodigital.com
Mateus Dantas/ O POVO

A banda alemã Scorpions se apresentou na última quinta-feira, 8, inaugurando o Centro de Formação Olímpica (CFO), em Fortaleza, com a turnê “ Return to forever”, que comemora seus 50 anos de carreira.  Klaus Meine mostrou que continua com sua potencial vocal e abriu o show ao som da música ''Going out with a bang''. O vocalista saudou o público e disse estar muito feliz de  fazer mais uma turnê pelo Brasil.

A banda cantou os seus maiores clássicos e fez um tributo ao líder da banda britânica Motörhead, Lemmy Kilmister, que morreu de câncer em dezembro do ano passado. Na companhia do baterista Mikkey Dee, ex-integrante da banda Motörhead, que está substituindo James Kottak, o grupo cantou a música “Overkill”.

Em um dos momentos mais emocionantes do show, o clássico “Wind of change” foi cantando em coro pelo público. Outra canção que marcou época e embalou os fãs foi a balada romântica “Still loving you”. A despedida foi ao som da eletrizante “Rock you like a hurricane”, que não deixou ninguém parado.

A velha guarda e nova geração de fãs da banda formaram o público que presenciou a primeira apresentação da banda em Fortaleza. Entre os fãs que estavam na pista, duas gerações diferentes unidas pela música.
Mateus Dantas/ O POVO
Roberto Teles e Iara Teles, pai e filha, curtem primeiro show da banda Scorpions em Fortaleza.
Iara Teles, de 15 anos, herdou o gosto musical do pai Roberto Teles, de 57 anos, que acompanhava a filha no seu primeiro show. Roberto disse que foi pela primeira vez a um show da banda no Rock in Rio de 1985 e acompanhar a filha neste show em Fortaleza era um momento muito especial. 

Na fila do “gargarejo” dois irmãos, Gisele e Gilson Pires, fãs da banda há pelo menos 30 anos, apostavam quais seriam as músicas do setlist. Gisele teve o privilégio de tirar uma fotos com banda durante um show deles nos Estados Unidos.  Mostrava orgulhosa as fotos publicadas em seu perfil no Facebook e era só elogios para Klaus Meine e guitarrista Rudolf Shenker, “eles são bem acessíveis e muito legais”, revela.

Mateus Dnatas/ O POVO
À esquerda, Conceição Filgueira, ao centro, Gilson Teles, e à direita, Gisele Teles.
Gisele disse que seu irmão tem parcela de ''culpa'' por ela gostar dos Scorpions. “Ele sempre escutava e eu comecei a gostar por conta disso”, conta. Gilson fala que as músicas da bandas são muito especiais e fazem parte da sua vida. Para Gisele, ''as músicas chegam ser espirituais. Tocam a alma, sabe?!''.

O show marcou a inauguração do CFO. A estrutura, incluindo som e iluminação, atendeu a expectativa do público, mas os espaços do equipamento dividiram opiniões. Os banheiros, grandes e de fácil acesso, faziam parte da estrutura pronta da casa. Mas o público reclamou do calor. 

Com expectativa de 13 mil pessoas, até a publicação desta matéria, a produtora do evento não divulgou o número de ingressos vendidos. A próxima apresentação da banda será no dia 10 de setembro, no Rio de Janeiro. 

Confira a galeria de fotos do show. 

Veja também

espaço do leitor
Domingos Sávio Fernandes Martins 09/09/2016 22:34
Fui a esse show! O Scorpions cantou maravilhosamente, pena que a arte produções não se preocupou com os acessos para pessoas com deficiência. No site tinha até um mapa informado um local para os PNE ficarem. Só que chegando lá os funcionários não sabiam informar era nada! Nem mesmo onde ficava as vagas para o carro. Fora as rampas bloqueadas e uso de escadas. Assisti ao show em pé encostado em uma grade. Enfim show 10! Mas administrações do show ficou a desejar.
ELI 09/09/2016 14:55
Realmente, tava muito quente!! achei um absurdo, pois fui pra show no centro de convenções e não estava assim...acchei um desrespeito, ingresso caro, assim que entrava ja dava pra sentir o calor e o show nem havia começado.
2
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

repórter entre linhas

Anterior 1 Próxima

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Divirta-se

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Divirta-se

Powered by Feedburner/Google