noise romântico 21/06/2016 - 17h16

Banda cearense Máquinas lança álbum de estreia

Grupo cearense lança "Lado turvo, lugares inquietos", primeiro álbum de estúdio. Letras introspectivas e sonoridade experimental refletem a indiferença de uma Fortaleza melancólica
notícia 0 comentários
{'grupo': 'ESPECIAL PARA O POVO', 'id_autor': 19031, 'email': 'rubensrodrigues@opovo.com.br', 'nome': 'Rubens Rodrigues'}
Rubens Rodrigues rubensrodrigues@opovo.com.br
Divulgação
Allan Dias, Ricardo Guilherme Lins, Samuel Carvalho e Roberto Borges

"Lado turvo, lugares inquietos" é um título sugestivo. Escolhido pela banda Máquinas para o primeiro álbum de estúdio, reflete a indiferença, nostalgia e os sentimentos reprimidos cantados nas letras.
 
"Esses temas são bem presentes em nossas vidas cotidianas", afirma o baixista e vocalista do grupo Allan Dias. Ele formou maquinas, como a banda assina, ao lado do guitarrista e também vocal Roberto Borges. As letras também vieram de Samuel Carvalho (voz/guitarra), que entrou para a formação no ano passado, com o baterista Ricardo Guilherme Lins. Saxofonista Gabriel de Sousa completa a formação.

Há três anos em atividade, o grupo cearense lançou EP (extended-play) homônimo experimental em 2014. As faixas já anunciavam um som urbano e introspectivo promissor. Ouça o EP maquinas:
 
 
 
Com os novos músicos, foi a vez deles entrarem em estúdio para gravar o que viria a ser o disco oficial de estreia. Produzido por Igor Miná, do Mocker Studio, o processo durou cerca de um ano. "Foi construído. Foi uma abordagem um pouco de experimentar e até desafiador", expressa Allan Dias. Ele ressalta que o trabalho de Miná foi essencial para o resultado. "Foi questão de afinidade". Miná produziu nomes como BonilasCapotes Pretos na Terra do Marfim e Sátiros, que acaba de lançar disco.
 
O produtor lembra que recebia as músicas à medida que eram compostas pela banda. "A sonoridade do disco acabou bem mais rica", diz Igor Miná. "Foi um ano experimentando timbres e processamentos diferentes, formas diversas de se captar cada elemento". Ele já havia trabalhado na masterização do EP, mas o álbum trouxe a oportunidade de direcionar o processo inteiro de produção.
 
"Fizemos um pouco de tudo: afinações diferentes, guitarra tocada com chave de fenda, processamos a voz com pedais de guitarra, transformamos uma bateria captada acusticamente em eletrônica", explica. "'Heitor' (faixa 6) parece programada pelo timbre, mas é o Guilherme tocando. Experimentamos vários amplificadores, microfones, equipamentos analógicos".
 
Ouça a faixa citada pelo produtor:
 
 
 
Noise romântico fortalezense 
 
A mistura de diferentes estilos como shoegaze, noise, jazz e o post-rock noventista resultou, como a própria banda gosta de brincar, no noise romântico. "É uma piada interna, na verdade. Adoramos brincar com essas coisas de gêneros porque no fim das contas nós realmente não sabemos o que definir", sugere. "Não tem uma música só minha, ou do Roberto, ou do Samuel ou do Ricardo. Construímos tudo juntos. É um processo quase de autoconhecimento".
 
Para o produtor Igor Miná, a mistura de estilos e a consistência do trabalho aponta para o grupo como um "exemplo local para a nova geração da cena".
 
  
 
As letram apontam para uma Fortaleza realista. "É enxergar que a Fortaleza de verdade não é essa cidade floral, praiana e de gente alegre e bem humorada que tentam nos fazer engolir. Essa visão distorce a realidade, que é melancólica", continua. "Uma cidade dividida e um tanto indiferente com o outro. Uma cidade preto-e-branco".
 
E quando letra e música se encontram, o resultado que maquinas passa é sensorial. "Nunca gostamos dessa estrutura que a letra dirige a música. A palavra não passa por cima do som, são duas forças motrizes em mesma intensidade". 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Divirta-se

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Divirta-se

Powered by Feedburner/Google