UM MESTRE BRASILEIRO 12/06/2016 - 08h46

Grande exposição de Raimundo Cela chega ao Museu do Instituto Dragão do Mar em 2017

As obras, oriundas de Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo, estão em exposição no Museu de Arte da FAAP, em São Paulo. Depois de passar pelo Rio, a expectativa é que a individual chegue ao Ceará no próximo ano
notícia 0 comentários
{'grupo': '', 'id_autor': 18987, 'email': 'amandaaraujo@opovo.com.br', 'nome': 'Amanda Ara\xfajo'}
Amanda Araújo amandaaraujo@opovo.com.br
foto: amanda araújo/o povo
A vernissage da exposição, voltada para pintores e fotógrafos, ocorreu no início da noite de sábado, 11

A exposição Raimundo Cela (1890-1954) - Um mestre brasileiro, com a curadoria de Denise Mattar, entrou em cartaz neste fim de semana no Museu de Arte Brasileira da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), em São Paulo. A individual, que reúne 120 obras do artista cearense, além de fotografias de Chico Albuquerque, passará ainda pelo Rio de Janeiro e Fortaleza, quando será apresentada no Museu do Instituto do Dragão da Mar.

Quando recebeu o convite para a curadoria, Denise não tinha conhecimento sobre a obra de Cela e encantou-se quando mergulhou a fundo na arte litorânea com suas jangadas, pescadores, rendeiras e vaqueiros. "Foi um artista espetacular e ninguém nunca tinha ouvido falar dele em São Paulo. Achei sensacional, Cela era um desenhista espetacular, um pintor muito bom e um gravador incrível. Procurei mostrar todas essas facetas e desvendar o processo de trabalho dele”, explicou em entrevista ao O POVO Online.

A chegada da individual no Ceará ainda não tem data marcada, mas a princípio entrará em cartaz no Rio de Janeiro em outubro deste ano. A previsão é que a exposição seja montada no Museu do Instituto Dragão do Mar, na Praia de Iracema, em 2017, conforme adiantou o diretor do equipamento, Paulo Linhares.

"Cela era um artista que tinha todo um processo acadêmico, embora o resultado do trabalho tenha uma ousadia que não é mais acadêmica. As pessoas estão bestificadas, o retorno está sendo maravilhoso", relata Denise. As fotos de Chico Albuquerque funcionam como uma extensão das iconográficas jangadas de Cela.

Segundo Paulo Linhares, a exposição é importante para que Cela tenha o merecido reconhecimento nacional. "Até hoje a gente tem uma visão muito regionalizada dele e, com a força do eixo Rio-São Paulo, ele ganhará essa projeção. Como Jorge Amado com as narrativas sobrea Bahia, Cela é o mais importante pintor das narrativas visuais, do povo, da civilização do Ceará. O jangadeiro de Cela antecede o jangadeiro de Aldemir Martins. Cela e Aldemir são duas contribuições fundamentais para compreender as narrativas visuais do povo do Ceará”, afirma Linhares.

"Quando você visita os estudos de Raimundo Cela, você vê um artista possuído de um lirismo impressionante, de uma capacidade gráfica, de uma memória", narra o arquiteto e diretor do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC), Pedro Eymar.

Raimundo Cela era muito apegado a própria obra, conforme o editor e diretor da Pinakotheke, Max Perlingeiro, que estuda o artista cearense há 40 anos. "Ele vendia o quadro e em seguida pedia de volta. São histórias que contam".

Para o artista visual e curador independente, José Guedes, a exposição faz jus ao talento de Cela e configura uma mudança no rumo da história da arte no Brasil. ''Cela tem uma caligrafia muito pessoal com a questão da luz e do enquadramento. As pessoas estão surpresas com a maneira como ele ilumina. Vi muita gente realmente emocionada e isso é muito forte para gente, que conviveu com isso a vida toda'', avalia. 

A individual é realizada pela Fundação Edson Queiroz e tem o patrocínio da Minalba. 

Foto: Amanda Araújo
 

Carreira

Um dos mais importantes artistas do Ceará, Raimundo Cela transpôs para as telas e papel tudo que estava ao seu redor. Exímio paisagista e pioneiro no ensino da gravura em metal no Brasil, ele eternizou a figura do nordestino ao representar pescadores, vaqueiros, jangadeiros e rendeiras.

Raimundo Cela nasceu em 1890, em Sobral, mas cresceu em Camocim, a 379 km de Fortaleza. No início do século XX, sai do Ceará para estudar Engenharia no Rio de Janeiro, onde também passa a frequentar aulas no Museu de Belas Artes.

Ele se forma em Engenharia cumprindo acordo com o pai, mas logo recebe o prêmio de viagem ao exterior do Salão Nacional de Belas Artes, pela obra clássica “Último Diálogo de Sócrates" (1917). Na Europa, começa a estudar a gravura em metal com o inglês Frank Brangwyn, quando também faz telas da paisagem francesa e inglesa.

Foto: Amanda Araújo/O POVO
 

Depois de sofrer um AVC e quase perder a visão, retorna ao Ceará com problemas de saúde e se recolhe em Camocim, onde passa a trabalhar como engenheiro. Posteriormente, recebe a encomenda do Governo do Ceará para fazer um grande painel.

O foyer do Theatro José de Alencar vira o ateliê para ''Abolição (1938)'', que narra a libertação dos escravos no Ceará, primeiro estado do Brasil a abolir a escravidão.

Em 1940, muda-se para Niterói e inicia o ensino da gravura em metal na Escola Nacional de Belas Artes. Realiza a primeira mostra individual em 1945, no Museu Nacional de Belas Artes do Rio. Adir Botelho, um grande especialista em gravura, foi aluno de Cela.

O artista sobralense morre no Rio, em 1954, aos 64 anos. Após a morte, a mulher e os dois filhos, Dolores e Paulo, vão morar em Manaus com familiares. A atual vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, é sobrinha-neta do artista.

Em 2004, o artista plástico Estrigas lança o livro "Raimundo Cela: 1890-1954", pela editora Pinakotheke. As mais recentes exposições da obra de Cela em Fortaleza ocorreram em 1998, no Museu do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, e no Espaço Cultural Unifor, em 2004.

* A repórter viajou a São Paulo a convite
 da Fundação Edson Queiroz 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

repórter entre linhas

Anterior 1 Próxima

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Divirta-se

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Divirta-se

Powered by Feedburner/Google