CINEMA NACIONAL. LANÇAMENTO 23/05/2016 - 19h56

Um olhar infantil sobre a política

Apresentado nesta segunda-feira, 23, para a imprensa, o filme O Outro Lado do Paraíso, de André Ristum, conta história de família que se muda pra Brasília no ano do golpe militar
notícia 0 comentários
{'grupo': '.', 'id_autor': 18839, 'email': 'jadersantana@opovo.com.br', 'nome': 'J\xe1der Santana'}
Jáder Santana jadersantana@opovo.com.br
divulgação

Aconteceu nesta segunda-feira, 23, em São Paulo, a apresentação para imprensa do filme O Outro Lado do Paraíso, do cineasta André Ristum e com Eduardo Moscovis e Jonas Bloch no elenco.

O drama histórico acompanha uma família natural da zona rural de Minas Gerais que se muda para a recém-criada Brasília em busca de melhores condições de vida. O pai, vivido por Moscovis, recebe uma série de sinais que indicam que na nova capital do País está o paraíso que há tanto tempo procura.

Com a esposa e três filhos, viaja por 600 quilômetros até Taguatinga, ao lado de Brasília, e constroi uma casa de madeira. Começa a trabalhar na construção civil e acaba se aproximando do movimento sindical, que lutava por melhores condições de trabalho.

Simultâneamente, seu filho Nando, vivido pelo novato Davi Galdeano, descobre na literatura a porta para um mundo que de outra forma lhe seria negado. Galdeano, que tinha 12 anos quando filmou o longa, é um dos destaques do filme.

A vida da família entra em colapso quando o golpe militar estoura no Brasil e o pai vê seu nome envolvido nas perseguições contra os trabalhadores sindicalizados.

Após a exibição, a equipe do filme conversou com os jornalistas convidados sobre o processo de produção do longa e sobre a atualidade do tema. O momento político que o Brasil vive foi tema de várias perguntas.

O ator Jonas Bloch, que vive o avô do protagonista, falou sobre as gravações reveladas pelo jornal Folha de São Paulo na manhã de hoje, nas quais o ministro do planejamento do governo Temer, Romero Jucá, fala em pacto para deter o andamento da Lava Jato. "É uma máfia. Eu vivi a ditadura, tive peças censuradas e amigos censurados. Hoje, louvo a democracia" contou ator.

O cineasta André Ristum disse que o momento é propício porque permite "traçar paralelos entre os tempos". Ristum nasceu e viveu até os quinze anos fora do Brasil, por conta da ditadura militar, e para o filme utilizou também material de arquivo com imagens exclusivas daqueles anos.

O filme estreia em circuito nacional no dia 3 de junho.

 

"O artista não tem obrigação de ter que falar ou se expor", diz Eduardo Moscovis sobre atual crise

Apresentado nesta segunda-feira, 23, para a imprensa, o filme O Outro Lado do Paraíso, de André Ristum, conta história de família que se muda pra Brasília no ano do golpe militar. Após a apresentação do filme, conversamos com Eduardo Moscovis sobre o momento político em que vivemos. O ator revela sua opinião sobre os artistas que abrem sua opinião política.

Veja vídeo:

 

espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Divirta-se

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

ACOMPANHE O POVO NAS REDES SOCIAIS

São utilidades para enriquecer seu site ou blog por meio de códigos (Tags ou Scripts) que ajudam sua página a ser ainda mais informativa

Escolha o Widget do seu interesse

Newsletter

Receba as notícias do Canal Divirta-se

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima