VERTICAL S/A 31/05/2015

Economista encontrou déficit primário no Ceará

notícia 0 comentários
{'grupo': ' ', 'id_autor': 16338, 'email': 'leal@opovo.com.br', 'nome': 'Joc\xe9lio Leal'}
Jocélio Leal leal@opovo.com.br
Compartilhar

O economista cearense Mansueto Almeida, licenciado do Ipea, estudou as contas públicas do Ceará e faz um crítica contundente: “Eu não discuto a opção de o governador aumentar empréstimos para investir e isso levar a um déficit primário. É uma decisão legitima que outros estados fizeram. Não há nada de errado”. O que não é correto, diz ele, “é o estado fazer essa opção e tentar esconder da sociedade o déficit primário por meio de dois truques”.

Quais sejam: (1) desconto dos investimentos em infraestrutura; e (2) abatimento do excesso de superávit primário do ano anterior (2013) das despesas de 2014 para reduzir ainda mais a despesa de forma artificial e gerar, via truque, um superávit primário de R$ 455 milhões. Mansueto afirma que o valor real foi um déficit primário de R$ 1,5 bilhão. “Aqui há ainda um problema adicional que é o fato de o excesso de superávit de 2013 não ter existido. Só existe porque o Governo abateu quase R$ 1 bilhão das despesas com infraestrutura do calculo do primário em 2013”.

O argumento de que outros estados fizeram o mesmo não o convence. No caso de Pernambuco, o estado tinha também permissão pela LDO deles de abater parte do investimento, mas o então governador (Eduardo Campos ) não utilizou a autorização. E no caso de abater “excesso de superávit do ano anterior”, diz, isso não ocorreu para nenhum outro estado. “É uma verdadeira maluquice”.

Noutros termos, o governador Camilo Santana (PT) terá mesmo que fazer um forte ajuste fiscal. A receita não é diferente daquela adotada pela presidente Dilma Rousseff(PT): corte de investimentos. A razão é natural dificuldade, para não dizer proibição, para novos créditos. Para obter o dinheiro novo e de fora, os estados precisam do aval do Governo Federal, o que, convenhamos, não deverá ocorrer. Ademais, empréstimos de bancos públicos para estados são um luxo.

Mansueto faz uma provocação: “caso o superávit primário do ano passado de R$ 455 milhões do Ceará fosse real, o governo não teria que cortar nada ou quase nada do investimento. Como o dado real do ano passado foi um déficit primário perto de R$ 1,5 bilhão, o Governo terá este ano que cortar boa parte do investimento do ano passado de R$ 3,5 bilhões”. A dor é maior porque o golpe é profundo que fará sangrar as obras já iniciadas. Estas que a gente vê na rua em estado de abandono. 

 

Jogo Rápido

DIFERENÇA. O HUB da TAM virou o novo sonho dourado do Ceará, depois da cara aventura da refinaria. A diferença agora é porque a TAM é privada e não tem interesses eleitoreiros. Vai para onde for melhor.  

 

PESQUISAS
Um sala de espelhos para evitar palpites
Quem é do ramo sabe bem. Quem não é não faz ideia do que seja uma sala de espelhos. Em suma, é um espaço com espelhos para a aplicação de pesquisas com grupos focais e entrevistas em profundidade, técnicas utilizadas em pesquisas qualitativas. Regina Pacis Timbó (foto) abriu a Salas de Espelho Fortaleza mirando neste nicho, porque, Salve!, ela diz, cada vez mais as empresas refletem e veem que pesquisa é capaz de evitar prejuízos dos palpites. Ela também oferece equipes de recrutamento, em parceria com a empresa de pesquisa Cuali.  

 

-0,2%
A QUEDA NO PIB (1º TRI) SÓ NÃO FOI PIOR DO QUE OS 6,5% DA UCRÂNIA, EM GUERRA COM A RÚSSIA.  

 

HOJE À NOITE
22 horas. O novo presidente da Coopercon-CE, João Carlos Lima, conta como a vida dele mudou depois de morar por seis anos com a mulher e duas filhas em um barco viajando pelo mundo. Uma tempestade o fez ancorar, mas não deixar de ser um homem de sonhos. Agora leva a experiência para Cooperativa que fundou em 1997. No Ócio, o procurador-geral do Estado, Juvêncio Viana (PGE).  

 

AJUSTE FISCAL
Túnel do Tempo

Quando o mineiro Aécio Neves falou em choque de gestão em Minas, havia um certo déjà vu. Isto porque ainda no primeiro Governo Tasso (1987-1991) o Ceará ganhou a boa fama de “ilha da prosperidade” - embora nem fosse - apenas porque fez o básico: um ajuste fiscal. Um estudo do Ipea demonstrou em meados dos anos 1990 que os incentivos fiscais não eram o diferencial maior para atrair empresas para o Estado, até por serem um tanto parecidos no Nordeste. O encanto estava na boa gestão e... no ajuste.  

 

SDE
O time de Nicolle

Alexandre Adolfo, um dos técnicos mais respeitados dos quadros da Secretaria da Fazenda (Sefaz), e com passagens pelos órgãos de captação de investimentos do Estado, será o secretário-executivo de Nicolle Barbosa, na SDE. A ida de Alexandre para a Pasta, onde já está o adjunto Cláudio Ferreira Lima (ex-BNB e Seplan), dá à SDE o peso que Nicolle precisa para demarcar o papel estratégico da Secretaria.  

 

CEARÁ-ITÁLIA

BENEDETTOS
O Consulado da Itália de Recife e o Consulado Honorário da Itália de Fortaleza comemoram na terça-feira a Data Nacional Da República Italiana. O senador Giovanni Lorenzo Forcieri vem com uma delegação de empresários. Vão discutir projeto de abertura de rotas comerciais entre Pecém e Itália. Vão homenagear Ferrucio Feitosa (Adece) e o diretor presidente da Ceará Portos, Erasmo Pitombeira. Em tempo: decerto o principal case cearense na Itália é a operadora de turismo Cieli di Toscana, de Valdelírio Soares. Ele aluga carros de luxo em roteiros exclusivos. A novidade agora são as Ferrari.  

 

Horizontais

 

DIREITO. Abre em evento para convidados no dia 10 a Campelo Costa Sociedade de Advogados. Foca no direito empresarial n PRÊMIO. A Vector Contact Center, de soluções e gestão de atendimento em call center, foi eleita a empresa do ano, segundo a 16ª Edição do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente, da Padrão Editorial n TANCAGEM. O MPCE quer empresas fora do Mucuripe, mas a prevalecer os efeitos da ação civil pública, além dos prejuízos financeiros das empresas (incluindo a Companhia Docas), o Ceará correria o risco de desabastecimento de gasolina, diesel e GLP. Para transferir o parque de tancagem para o Pecém, levaria-se no mínimo 24 meses para a entrada em operação plena. 

Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
500
As informações são de responsabilidade do autor:

Vertical s/a

RSS

Vertical s/a

Jocélio leal

Escreva para o colunista

Atualização: Domingo

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Newsletter

Receba as notícias da Coluna Vertical S/a

Powered by Feedburner/Google