Mobile RSS

rss
Assine Já
o povo nos bairros 26/11/2012

Obra no morro Santa Terezinha está parada há seis meses

FOTO: MAURI MELO
Os moradores relembram, saudosos, da época em que o morro Santa Terezinha era um dos redutos preferidos da boemia cearense
Compartilhar

Reurbanização


Há quase seis meses que as obras de reurbanização do morro Santa Terezinha, no bairro Vicente Pinzón, estão paradas. O projeto visa requalificar o local para torná-lo, novamente, uma atração turística de Fortaleza. Por enquanto, os moradores apenas relembram, saudosos, dos tempos áureos do lugar, quando era um dos redutos preferidos da boemia cearense.


“O morro era bem frequentado. Tinha restaurante, pizzaria e até danceteria - se não me engano, o nome era Lúdica -, que era muito movimentada”, relembra o comerciante que se identifica como Wodson, 37. Atualmente, apenas 30% da obra foi executada, com a construção de metade do muro de contenção e do anfiteatro.


O mirante possui uma visão privilegiada da orla de Fortaleza. Ao redor dele, parte do antigo comércio encontra-se fechado ou deu lugar a novas casas. Alguns moradores são incrédulos: “Não tenho expectativas com as obras. É um projeto antigo e nunca tiraram do papel”, diz Wodson. Outros são mais otimistas: “O mirante está muito diferente. Ele estava totalmente degradado e, mesmo incompleto, melhorou 100%”, afirma o guincheiro e montador Pedro Batista, 33.


A aposentada Raimunda Arruda, 76, é uma das primeiras moradoras do bairro. Chegou ao Vicente Pinzón “há uns 30 anos”. E lembra da badalação que existia no morro. “Era muito animado. Eu até botei uma banquinha de café, milho, pamonha. Eu ia na boquinha da noite”, lembra. Para os moradores, a violência afastou os fortalezenses e turistas do lugar.


Dona Raimunda veio da Serra do Félix, em Beberibe, direto para morar no morro. “Eu vim porque meu marido adoeceu e não tinha mais condições de morar lá. A gente trabalhava na agricultura, meus meninos eram tudo de menor”, conta. Com o apoio do irmão, construiu a casa onde mora até hoje.


A filha dela, Elizabete Dias, 50, lembra que, naquela época, “não tinha ônibus, água, luz. Era bem precário mesmo. Hoje, está muito bom, comparado ao que era”. Dona Raimunda complementa: “Esse morro aqui não tinha uma casa, era só mato e lixo. Era bem esquisito”. Apesar dos problemas existentes, a aposentada é taxativa: “Eu gosto daqui. É até calmo, graças a Deus. E a vizinhança é antiga”.


A Secretaria do Turismo de Fortaleza informa que a obra de reurbanização foi suspensa porque “aguarda aprovação do replanilhamento e consequente liberação de verba junto ao Ministério do Turismo”. Não há previsão de quando a obra será retomada. O total do projeto está orçado em R$ 10,5 milhões.

 

Multimídia

EM ALTA


POTENCIAL TURÍSTICO

O morro Santa Terezinha ainda possui muitos atrativos para voltar a ser um dos pontos turísticos de Fortaleza

EM BAIXA


PRÉDIOS

Apesar de possuir uma das mais belas vistas da orla de Fortaleza, o aumento na quantidade de prédios na avenida Beira Mar tira boa parte da visão do mar

 

A personagem

A manicure Elenice Sousa, 24, mora desde pequena no Santa Terezinha. “Antes, a gente passeava em todo o bairro, podia sentar e conversar e não tinha perigo. Comparado a antigamente, as coisas estão mudadas”. Para ela, a proximidade com a praia e as amizades conquistadas no local são os aspectos positivos. 

 

RONDA

O Povo nos Bairros publica o telefone de contato dos policiais do Ronda do Quarteirão no bairro Vicente Pinzón

3457 1033, 8623 4045 e 190

 

0,479 IDH

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do bairro Vicente Pinzón é de 0,479. O indicador varia de 0 a 1 e, quanto mais próximo de um, melhores são as condições devida da

população 

 

VICENTE PINZÓN


É a cara do meu bairro

Qual é a imagem que você acha a cara do seu bairro? Participe, envie sua foto para nós: opovonosbairros@opovo.com.br

 

Mirante de Santa Terezinha. Localizado no topo do morro Santa Terezinha, o mirante oferece uma visão privilegiada da orla de Fortaleza. O mirante é o local mais bonito no bairro. “A gente vem, principalmente à noite, para ficar passeando ou comer pizza”, afirma o guincheiro e montador Pedro Batista, 33.

 

SÃO JOÃO DO TAUAPE


PROBLEMAS COM ESGOTO A CÉU ABERTO NA RUA FREI VIDAL

1. A leitora Lourdes Medeiros, moradora do bairro São João do Tauape, reclama da presença de esgoto a céu aberto na esquina das ruas Frei Vidal com Paulo Firmeza. Segundo ela, o problema se arrasta há quase dois anos. “Isso foi depois de uma obra realizada nas ruas de Fortaleza, que durou um longo período, e onde trocaram canos enormes e tubulações”, afirma. Com o fim das intervenções, começou “um vazamento exalando um odor insuportável, atraindo muriçocas, baratas. É um grande risco para a saúde das pessoas”, complementa.

 

RESPOSTA. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que uma equipe foi enviada ao local no dia 20 de novembro e o problema foi resolvido.

 

CIDADE DOS FUNCIONÁRIOS


MORADORES RECLAMAM DE BARRACAS EM PRAÇA

2. Uma leitora reclama do funcionamento de barracas instaladas na praça em frente à Igreja da Glória, na Cidade dos Funcionários. Segundo ela, às sextas, sábados e domingos, os estabelecimentos funcionam até tarde da madrugada. O problema é que muitos motoristas param no local para ingerir bebidas alcoólicas e ligam os paredões de som dos veículos, incomodando toda a vizinhança.

 

RESPOSTA. A Secretaria do Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam) informa que já fez diversas fiscalizações no local, sendo a praça um ponto crítico de abuso sonoro. “Em todas as visitas é constatada a poluição sonora dos carros e estabelecimentos, ultrapassando o permitido pela legislação”. As barracas também não possuem licença sonora. O órgão não soube informar quantos equipamentos foram apreendidos este ano. O Distrito de Meio Ambiente da Regional VI informa que os quiosques e barracas instalados na praça já foram notificados e multados por ocupação irregular e que já existe um processo tramitando na Justiça. O problema é que a Prefeitura fica impedida de interditar ou remover esses estabelecimentos até conclusão do processo.

 

JOSÉ WALTER

 

ATRASOS NAS LINHAS DE ÔNIBUS

3. O leitor Fernando Souza critica os constantes atrasos nas linhas de ônibus que atendem o bairro José Walter. Segundo ele, a maioria das linhas é operada pela empresa Maraponga.

 

RESPOSTA. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) afirma que intensificará, com base na reclamação, o acompanhamento por GPS dos coletivos do bairro para verificar causas do atraso. Na avaliação da Etufor, os atrasos podem ser motivados pelos desvios realizados em virtude das obras de mobilidade para a Copa de 2014 no entorno do estádio Castelão.

 

Fale com o Geimison Envie reclamação sobre o seu bairro. Ela será publicada junto com a resposta do órgão responsável.

(De quarta a sexta, das 14h às 19 horas) 85 3255 6114

ou 3255 6118, FAX 85 3255 6139

 

Escreva para: opovonosbairros@opovo.com.br

(Coloque seu nome e telefone)

Av. Aguanambi, 282

Joaquim Távora

Cep: 60055-402

Multimídia: A coluna O POVO nos Bairros também possui uma versão em vídeo no O POVO Online


GEIMISON MAIA - é repórter do Núcleo Cotidiano

Compartilhar
espaço do leitor
Maclima 01/12/2012 18:58
Rose e a sedução do poder, Rosemary de Noronha, a mulher que se apresentava como “namorada” de Lula – e, com isso, nomeava afilhados, interferia em órgãos do governo e recebia recompensas http://revistaepoca.globo.com/Brasil/noticia/2012/12/rose-e-seducao-do-poder.html
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Maclima 01/12/2012 10:38
Rose e a sedução do poder Rosemary de Noronha, a mulher que se apresentava como “namorada” de Lula – e, com isso, nomeava afilhados, interferia em órgãos do governo e recebia recompensas http://revistaepoca.globo.com/Brasil/noticia/2012/12/rose-e-seducao-do-poder.html
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Maclima 01/12/2012 10:38
Revista VEJA: A mulher que sabe demais e o homem que nunca sabe de nada. http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/11/30/capa-da-veja-deste-fim-de-semana-477136.asp
Este comentário é inapropriado?Denuncie
O COMENTADOR 29/11/2012 19:32
A MARCA DA GESTAO?Luizianne apesar d tanto tempo,8anos,e dinheiro/apoio muito+q seu antecessor, ela ficou conhecida pela falta d obras ou obras super atrasadas/inacabadas!Isso nao foi exceçao mas uma regra!Isso explica porq perdeu!Por comprovada incompetencia!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ricardo 28/11/2012 16:07
By LULU CRATERA.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
5
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor:

O povo nos bairros

RSS

O povo nos bairros

Geimison Maia

Escreva para o colunista

Atualização: Quinta-Feira

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Fortaleza

Newsletter

Receba as notícias da Coluna O POVO nos bairros

Powered by Feedburner/Google

Mobile RSS

rss
Assine Já