Mobile RSS

rss
Assine Já
O POVO Economia 20/06/2012

Importações de roupas continuam crescendo

Compartilhar


Mesmo com todas as ações do governo para fortalecer a indústria brasileira, as importações de roupas e confecções continuam crescendo. Pelos números anunciados pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), nos últimos cinco meses, o setor registrou um crescimento de 41,1% no valor dos produtos importados, em comparação com o mesmo período em 2011. Em toneladas, essa variação foi de 32,5%.


Ou seja, os brasileiros estão comprando toneladas de roupas do Exterior, se deliciando com as oportunidades e complicando a situação da indústria brasileira. O lado bom disso tudo é que os empresários estão mais atentos e procurando alternativas para a solução do problema.


Outro dado positivo é que, com as mudanças na margem de preferência das compras governamentais, anunciadas na semana passada pelo Governo Federal, os empresários vão vender mais para a União. A margem de preferência dos produtos nacionais nas compras do governo era de 8% e passou agora para 20%.


Com isso, os empresários acreditam que será possível evitar a concorrência desleal com produtos chineses pelo menos nas licitações públicas. Representantes da Abit informam que os exportadores chineses contam com 27 tipos de incentivos para baratearem ainda mais o preço. Situação bem diferente da indústria nacional, que não conta com tantos mimos para ganhar o mercado interno, gerar emprego e exportar.


VALE DO JAGUARIBE


ANP AUTORIZA CONSTRUÇÃO DE CENTRO TECNOLÓGICO

O Vale do Jaguaribe vai ganhar um centro tecnológico para a produção de álcool e biodiesel. O centro terá duas destilarias (uma para cada biocombustível). Os recursos para a construção da unidade, que será vinculada ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), foram autorizados ontem pela diretora geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriand.

 

O projeto de construção do centro foi apresentado pelo deputado Ariosto Holanda (foto), com o objetivo de facilitar a produção de cana de açúcar e oleaginosas de agricultores de Morada Nova, Limoeiro do Norte, Jaguaribe, Russas e municípios vizinhos. O parlamentar acredita que os produtores poderão substituir a produção de arroz pela cana de açúcar, que apresenta maior rentabilidade.


IFCE


MINIUSINAS DE BIODIESEL

O detalhamento do projeto do centro tecnológico será feito pelo IFCE de Limoeiro do Norte. A proposta foi solicitada pelo deputado Ariosto Holanda ao diretor do campus Limoeiro do Norte, José Façanha Gadelha. A miniusina de biodiesel de Limoeiro do Norte ou de Russas deverá ser deslocada para o centro tecnológico de biocombustíveis, que precisará especificar a destilaria de álcool a ser adquirida no projeto.

 

DEBORLA


LOJA PORTUGUESA EM MARACANAÚ

Maracanaú vai ganhar, no próximo dia 28, uma filial da rede de lojas portuguesa DeBorla, que atua nas áreas de utilidades do lar, brinquedos e decoração. Essa vai ser a primeira unidade da loja no Brasil. O novo estabelecimento vai gerar 80 empregos diretos e indiretos, e funcionará todos os dias, das 8 às 19horas.

 

CIC


INVESTIMENTOS EM SOBRAL

A presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC), Nicole Barbosa (foto), e o presidente do Sindicato do setor Metal-Mecânico , Ricard Pereira, foram conhecer os projetos de inovação de Sobral. Os empresários conheceram a situação dos investimentos que estão sendo aplicados no município e o polo metal-mecânico.

PARA LER


Linhas de Falha - Como Rachaduras Ocultas Ainda Ameaçam a Economia Mundial


Resumo: Raghuram G. Rajan, que foi economista-chefe do FMI, alertou em 2005 os seus pares sobre o risco de uma crise econômica mundial. Não foi ouvido. No livro Linhas de Falha são apresentados alguns dos alertas para as rachaduras que geraram os problemas econômicos de hoje.

Autor: Raghuram G. Rajan

Editora: Bei Comunicação

 

RADIO

Hoje, O POVO Economia na Rádio OPOVO/CBN (AM 1010), a partir das 14 horas. Destaque para o quadro Atacado e Varejo, com o jornalista Eliomar de Lima.


TV

O POVO Economia na TV discute hoje problemas que agravam a desigualdade. Entre os convidado, o professor Carlos Manso do Laboratório de Estudos da Pobreza (LEP/UFC). Hoje, às 20h30 (ao vivo), na TV OPOVO (Canal 48/ Net 23/TV Show 11). Uma parceria com o Corecon.

 

Neila Fontenele neilafontenele@opovo.com.br
Compartilhar
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:

o povo economia

RSS

o povo economia

Neila Fontenele

Atualização: Terça-feira a Sábado

TV O POVO

Confira a programação play

anterior

próxima

Economia

Newsletter

Receba as notícias da Coluna Abidoral

Powered by Feedburner/Google

Mobile RSS

rss Assine Já