Mobile RSS

rss
Assine Já
CONCIDADANIA 06/05/2012

Esquerda, volver

"Dilma parece sinalizar rumo mais à esquerda apostando na meta que se propôs"
notícia 0 comentários
Enviar por e-mail Imprimir Aumentar texto Diminuir texto Corrigir
Compartilhar

As pesquisas de opinião apontam para a vitória do candidato socialista François Hollande à presidência da França, neste domingo. Com isso, o governo Dilma Rousseff terá um aliado no enfrentamento do sistema financeiro. “Não aceitaremos que as finanças escapem ao controle da política”, proclama Hollande. Em 1º de Maio, Dilma exigiu o rebaixamento dos juros cobrados pelos bancos. Ambos os líderes enfrentam a reação irada da banca através de testas de ferro. Mexeram em “casa de maribondo”, mas tanto Dilma como Hollande contam para isso com o apoio da maioria de seus concidadãos.

NOVA FASE


Por falar em 1º de Maio, a data trouxe a notícia da nomeação do novo ministro do Trabalho. A boa surpresa foi a escolha do deputado Brizola Neto (foto), cujo avô (Leonel Brizola) representou o trabalhismo autêntico (daí porque o establishment torceu o nariz para a escolha). Brizola foi líder de primeira grandeza, participou das grandes lutas nacionais, inclusive liderou a resistência contra a primeira tentativa de golpe de estado, em 1961. Com a escolha de seu neto, Dilma parece sinalizar um rumo mais à esquerda apostando na meta que se propôs desde a juventude. Foi para isso que ela foi eleita. Lembremo-nos que Dilma lutou não apenas contra a ditadura, mas em prol da mudança social, pela qual João Goulart foi derrubado. Para que se entenda o tipo de opositor que o novo ministro encontra dentro do PDT basta dizer que Brizola Neto votou contra a nova proposta de Código Florestal bancada pelos ruralistas, enquanto André Figueiredo votou a favor.

 

VACINA


O grande fato da semana foi a instalação da CPI Cachoeira/Demóstenes. Ainda bem que existe a transmissão direta das sessões pela TV pública e com isso espectadores podem testemunhar ao vivo o que se passa, vacinando-se contra a desinformação das versões deturpadas. Ao contrário dos relatos sobre “direcionamentos despistatórios”, o que se viu na primeira sessão foi o compromisso público de que as investigações se centrarão no rastreamento da rede criminosa. Ou seja: havendo indício, não será poupado nenhum dos poderes da República (Legislativo, Executivo e Judiciário), nem nenhum dos entes federados (municípios, estados, Distrito Federal e União), nem as ramificações no meio empresarial (inclusive na mídia). A investigação da empresa Delta também não será restrita à região Centro Oeste embora comecem daí, visto que já existe ampla documentação colhida pela Polícia Federal, e pessoas presas.

 

PETIÇÃO PÚBLICA


A polêmica sobre o Acquário prossegue, agora, sob forma de petição pública (http://www.peticaopublica.com.br/?pi=quemdera) que circula na internet e é assinada e encaminhada por opositores do projeto. O documento é dirigido à prefeita, ao governador, à Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e Ministério Público de Contas do Ceará.

 

DOR DE CONSCIÊNCIA


Um ex-torturador, arrependido, depois de ter-se tornado evangélico, resolveu acertar os pontos com sua consciência: revelou o destino de vários “desaparecidos” políticos. Trata-se do ex-delegado capixaba Cláudio Guerra, 71, que afirma ter participado da execução de ao menos 12 militantes e incinerado os corpos de outros dez desaparecidos políticos, durante a ditadura militar. Tudo está detalhado – inclusive o nome das vítimas - em um livro que acaba de ser lançado: Memórias de uma Guerra Suja (Topbooks). Segundo o relato, vários corpos foram queimados no forno de uma usina de açúcar pertencente à família do ex-governador do Estado do Rio Heli Ribeiro Gomes.



Valdemar Menezes opiniao@opovo.com.br
Enviar por e-mail Imprimir Corrigir
Compartilhar
0
Comentários
300
As informações são de responsabilidade do autor no:
espaço do leitor
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.

Concidadania

RSS

Concidadania

Valdemar menezes

Escreva para o colunista

Atualização: Sábado

Newsletter

Receba as notícias da Coluna Concidadania

Powered by Feedburner/Google

Mais comentadas

anterior

próxima